Processo

Novo pedido de impeachment é protocolado contra Dória

A deputada federal Carla Zambelli (PSL), informou em uma rede social que protocolou o pedido à Assembleia Legislativa de São Paulo (Alesp).

Novo pedido de Impeachment foi apresentado na Assembleia Legislativa de São Paulo (Alesp), contra o governador de São Paulo, João Dória. A informação foi passada pela Deputada Federal Carla Zambeli (PSL) em suas redes sociais na sexta-feira, 22 de janeiro.

 

A parlamentar afirmou que o processo foi aberto pois há suspeitas de desvio de dinheiro na  compra de respiradores e luvas cirúrgicas para o combate a pandemia do novo coronavírus.

“Protocolamos o pedido de impeachment, por suspeitas de desvios na compra de respiradores e luvas cirúrgicas, e com base no parecer do Ministério Público de Contas de São Paulo, pela reprovação das contas da gestão.

Se condenado o governador poderá além de perder o mandato, tornar-se inabilitado para o exercício de qualquer função pública por 8 anos.
Conversem com o Presidente da ALESP cauemacris para que ele coloque o impeachment em votação”, disse a deputada.

Leia mais:
>>> Dilma diz não a Doria sobre convite para ser vacinada antecipadamente

Impeachments contra Dória

Esse não é a primeira vez que a deputada federal Carla Zambelli (PSL), apresenteou um pedido de impeachment contra o governador de São Paulo, João Dória (PSDB). Em setembro do ano passado, com iniciativa da deputada estadual Valéria Bolsonaro (PSL),  um documento foi assinado pelo deputados estaduais Douglas Garcia (PTB), Castello Branco (PSL), Danilo Balas (PSL), Frederico D’Avila (PSL), Major Mecca (PSL) e Gil Diniz (PSL). Carla Zambelli (PSL-SP), bolsonarista de primeira linha, também subscreveu o pedido.

O Senador Major Olímpio (PSL) também protocolou dois pedidos de Impeachmet contra Dória ainda em abril.

O primeiro foi apresentado ao presidente da Assembleia Legislativa de São Paulo, Cauê Macris, por Crime de Responsabilidade com processo de Impeachment; e o segundo, junto ao Procurador Geral de Justiça do Estado de São Paulo, Gianpaolo Smanio, por ato de Improbidade Administrativa.

Olimpio alega que Doria cometeu desvio de finalidade e abuso do poder ao utilizar helicóptero de uso policial para fins pessoais. Ele também aponta que o governador cometeu crime de responsabilidade ao determinar o bloqueio da rua onde mora para impedir o acesso e possíveis protestos.

Deixe seu comentário

WP2Social Auto Publish Powered By : XYZScripts.com
Enviar Mensagem
Entre no Grupo de WhatsApp do Portal