Sumiço

No Amazonas, mais de 60 mil vacinas da Covid-19 desapareceram

O Tribunal de Contas já pediu explicações do Governo do Estado para saber onde foram parar as doses do imunizante.

O Governo Federal enviou para o estado do Amazonas 282.320 doses da vacina coronaVac para frear os impactos da pandemia do novo coronavírus no Estado, mas, segundo informações, desse número, o governo estadual fez a entrega de 221.593 doses do imunizante para os 62 municípios. O Tribunal de Contas já pediu explicações do Governo do Estado para saber onde foram parar as mais de 60 mil doses da vacina.

A Secretaria de Saúde do Amazonas ainda não explicou o que aconteceu com as outras doses. Nesta quinta-feira, 21 de janeiro, a cidade de Manaus suspendeu a vacinação para averiguar se há gente furando a fila na campanha de vacinação.

O estado do Amazonas, na Região Norte do Brasil, vem sofrendo com os impactos da pandemia do novo coronavírus. Na semana passada, por exemplo, a capital Manaus, sofreu com a falta de oxigênio nos hospitais que tratam pacientes com Covid-19.

Leia mais:
>>>STJ quer saber como o governador do Amazonas gastou verba federal na pandemia

Questionamento

O governador do Amazonas, Wilson Lima (PSC) e o prefeito de Manaus, David Almeida (Avante) teve um prazo de 48 horas para informarem como gastaram recursos federais no combate à Covid-19. O prazo das informações foi estipulado pelo ministro Jorge Mussi, do Superior Tribunal de Justiça (STJ).

De acordo com informações, os políticos também vão precisar informar ao STJ quando ficaram sabendo que poderia acontecer um desabastecimento de oxigênio na capital do Amazonas.

O colapso no sistema de saúde vem atingindo fortemente a região Norte de Brasil. Na semana passada, a cidade de Manaus, no Amazonas, sofreu com a falta de oxigênio nas unidades de saúde destinadas ao tratamento da Covid-19. Famosos. A crise de saúde no Amazonas chamou atenção de diversos meios de comunicação no Brasil e em diversos países do mundo.

Ver mais: 

>> Juíza federal dá 24h para União e AM apresentarem plano para oxigênio

>> Após falta de oxigênio, Pazuello admite colapso no sistema de saúde de Manaus

>> Governo federal envia 30 mil metros cúbicos de oxigênio para Manaus

Gastos

O Estado do Amazonas vive um colapso na saúde, logo no início de 2021, mas o Estado recebeu muitos recursos federais no último ano. Foram exatamente R$ 8,91 bilhões de reais transferidos pela União só para o estado do Amazonas.

O valor, que consta no Portal da Transparência do governo federal, é suficiente para que se comprasse mais de 20 milhões de cestas básicas ou se pagasse 50 salários mínimos a mil pessoas por 162 meses.

Desse total, 69% (ou R$ 6,1 bilhões) foram de repasses constitucionais, como o do Fundo de Participação dos Estados e do Distrito Federal (FPE) e o Fundo de Manutenção e Desenvolvimento da Educação Básica e de Valorização dos Profissionais da Educação, o Fundeb, além de royalties.

Além dos repasses constitucionais e de royalties, o governo federal também repassou outros R$ 2,8 bilhões entre despesas legais, voluntárias e específicas. Destes, R$ 195,3 milhões foram para os cofres estaduais e R$ 419 milhões para os municipais. A maior parte, R$ 2 bilhões, foi transferida para fundos públicos.

Deixe seu comentário

[gs-fb-comments]
WP2Social Auto Publish Powered By : XYZScripts.com
Enviar Mensagem
Entre no Grupo de WhatsApp do Portal