Recife

João Campos cria canal de denúncias contra “fura fila” na vacinação

 Prefeitura do Recife irá articular parceria com o Ministério Público de Pernambuco (MPPE) para que as denúncias feitas através da ferramenta ‘Respeite a Fila’ sejam apuradas

João Campos, prefeito do Recife, informou nas redes sociais que a capital pernambucana criou um canal voltado para denúncias de pessoas que tentarem burlar a fila de vacinação contra a covid-19.

A ferramenta “Respeite a Fila” tem o objetivo de estimular o controle social e impedir que a população que não se enquadra nos grupos definidos em cada fase do Plano Recife Vacina receba as doses.

Veja também:
>>> Após “furo de fila” das vacinas em Jupi e São José do Egito, MPPE vai fiscalizar vacinação

A Prefeitura do Recife vai articular parceria com o Ministério Público de Pernambuco (MPPE) para que as denúncias feitas pelo canal sejam apuradas e que sejam aplicadas as medidas cabíveis.

O canal de denúncias irá funcionar no aplicativo Conecta Recife e já está disponível no webapp //conectarecife.recife.pe.gov.br.  

A iniciativa será coordenada pela Secretaria de Saúde (Sesau) do Recife, em conjunto com a Procuradoria e Controladoria Geral do Município.

“Antes mesmo do início do processo de vacinação contra a covid-19, falei que não iríamos admitir pessoas desrespeitando a ordem de prioridade no Recife. Por isso, criamos um canal de denúncias, o ‘Respeite a Fila’, que já está funcionando dentro no site do Conecta Recife. Vamos assinar um termo de parceria com o Ministério Público de Pernambuco para que essas informações que chegarem à Ouvidoria da Prefeitura também sejam enviadas prontamente ao órgão, para a apuração e o encaminhamento das medidas cabíveis. Não vamos tolerar privilégios”, avisou o prefeito João Campos.

Nesta primeira fase do Plano Recife Vacina, podem se vacinar trabalhadores de saúde da linha de frente; idosos acima de 60 anos que vivem nas Instituições de Longa Permanência e os funcionários desses locais; e pessoas com mais de 18 anos com deficiência severa que moram em residências inclusivas.

Até o momento, a capital pernambucana recebeu, do Ministério da Saúde, 66,2 mil doses, o que garante o esquema vacinal completo para 33,1 mil pessoas.

Desde terça-feira (19), 13 equipes itinerantes estão seguindo um cronograma para vacinar o público-alvo. Até ontem, foram vacinadas 2.714 pessoas.

PRÓXIMA FASE – Com a chegada de mais doses e a possibilidade de ampliar o público, a Prefeitura do Recife passará a dispor de 65 salas de vacinação em nove pontos espalhados pela cidade.
Os pontos de vacinação estarão localizados no Compaz Dom Helder Câmara, Coque; Escola Mário Melo, no bairro de Campo Grande; Escola Nilo Pereira, em Casa Amarela; Compaz Miguel Arraes, na Caxangá; Compaz Ariano Suassuna, no Cordeiro; Escola Miguel Arraes de Alencar, na Estância; Ginásio Geraldão, na Imbiribeira; Escola Nadir Colaço, na Macaxeira; e UPA-E Fernando Figueira, no Ibura. Os pontos do drive-thru serão no Parque da Macaxeira, Geraldão e Universidade Federal de Pernambuco (UFPE).

Com o aumento das doses enviadas pelo Ministério da Saúde, o Plano tem a capacidade de estender a quantidade de salas para mais de 200 em um total de 26 pontos. Esse formato permite a manutenção do funcionamento da Saúde Básica, com as 114 Unidades de Saúde da Família servindo de retaguarda para a vacinação.

A Prefeitura do Recife já dispõe de toda a estrutura disponível para a vacinação de toda a população prevista para a primeira fase, estimada em 165 mil pessoas. Tanto nos insumos, como as seringas, como na capacidade de armazenamento e refrigeração.

 

 

Deixe seu comentário

[gs-fb-comments]
WP2Social Auto Publish Powered By : XYZScripts.com
Enviar Mensagem
Entre no Grupo de WhatsApp do Portal