Restrição

Governo de PE proíbe formaturas, eventos corporativos e sociais por um mês

Parques também podem ser impedidos de funcionar se uso de máscara não for obedecido. Alta dos casos da Covid-19 provocaram medidas.

O Governo de Pernambuco anunciou, nesta quarta-feira, 20 de janeiro, que eventos sociais e corporativos (casamentos, formaturas, aniversários e similares) estão proibidos de serem realizados a partir da próxima segunda-feira, 25 de janeiro.

Estado fez a alerta e ameaça fechar parques se uso da máscara e outras orientações não forem obedecidas. A alta da covid-19 no início de 2021, levou autoridades estaduais restringir ainda mais a fiscalização

A proibição é pelo prazo de 30 dias. Esses eventos poderiam ter até 150 pessoas. Acompanhe como foi a coletiva.

Leita também:
>>> Pernambuco: Saiba quantas doses de CoronaVac as cidades receberam

Parques

Em entrevista coletiva nesta quarta-feira, o secretário de Saúde de Pernambuco, André Longo, alertou que o estado fechará os parques na próxima semana, caso as prefeituras não sejam mais rigorosas na fiscalização dos protocolos.

Segundo o secretário de saúde, o uso da máscara tem sido relaxado por frequentadores dos parques.

Números da Coronavírus em Pernambuco

Pernambuco passa por avanço nos indicadores de casos, mortes e internações em UTI relacionadas à covid-19.

A Secretaria de Saúde de Pernambuco registrou, nesta quarta-feira (20/01), 1.770 casos da covid-19 e mais 39 mortes pela doença, em notório avanço da pandemia no estado no início de 2021.

O estado totaliza 244.814 casos confirmados e 10.098 mortes pela covid-19.

Distribuição da vacina nos municípios de Pernambuco

Pernambuco recebeu, um lote com 270 mil doses da vacina CoronaVac, na segunda-feira, 18 de janeiro, para iniciar o processo de imunização contra a Covid-19 no Estado. 

O governo de Pernambuco informou que todas as doses do primeiro lote da vacina CoronaVac enviadas pelo Ministério da Saúde já foram totalmente distribuídas para os 184 municípios pernambucanos e o Arquipélago de Fernando de Noronha.

Ficou definido que inicialmente, apenas profissionais da saúde que atuam na linha de frente de combate à Covid-19, indígenas aldeados e idosos e deficientes institucionalizados receberão o imunizante acordo com a recomendação feita pela Secretaria Estadual de Saúde (SES-PE).

Sendo assim, a distribuição das doses por município, não leva em consideração à porcentagem total de habitantes em relação ao Estado, mas à quantidade de residentes que integram esses grupos prioritários. 

Por isso, vai ser possível perceber que municípios com pouca população habitacional, porém, com grande quantidade de aldeias indígenas, recebendo lotes maiores do que outros com maior população.

 

Deixe seu comentário

[gs-fb-comments]
WP2Social Auto Publish Powered By : XYZScripts.com
Enviar Mensagem
Entre no Grupo de WhatsApp do Portal