Vacina

São Lourenço da Mata anuncia Plano Municipal de Vacinação

O secretário de saúde, dr. Cláudio Falcão, afirmou que todos os protocolos sanitários serão respeitados durante as etapas de vacinação.

O prefeito de São Lourenço da Mata, Vinícius Labanca, assinou nesta segunda-feira (18), o Plano Municipal de Vacinação contra a Covid-19. A primeira fase de imunização em São Lourenço da Mata está prevista para começar na próxima quarta-feira (20), no Centro Social Urbano (CSU), que será o principal ponto de vacinação da cidade. Além do chefe do Executivo, também participaram da assinatura do documento o secretário de saúde do município, dr. Cláudio Falcão, e a coordenadora do Programa Municipal de Imunização (PMI), Ana Paula Machado.

A primeira fase de imunização contemplará os grupos prioritários da cidade, compostos por trabalhadores da saúde; idosos a partir de 75 anos; idosos a partir de 60 que residem em casas de acolhimento e instituições de longa permanência, além de indígenas a partir dos 18 anos.

De acordo com o prefeito Vinícius Labanca, a cidade está pronta para começar a vacinar. “Assinamos hoje o Plano Municipal de Vacinação que irá reger as etapas de vacinação da nossa cidade. A vacina representa um grande avanço, não só para ciência, mas também para todo o povo de São Lourenço da Mata. Estamos finalizando toda estrutura e logística de imunização e já na última semana recebemos 17 mil seringas e agulhas que serão utilizadas nessa primeira fase. São Lourenço da Mata está pronta para imunizar seus moradores”, comemorou.

O secretário de saúde, dr. Cláudio Falcão, afirmou que todos os protocolos sanitários serão respeitados durante as etapas de vacinação. “A imunização será realizada em consonância com os protocolos sanitários estipulados pelo governo do Estado. Iremos fazer a vacinação segura e responsável dos nossos moradores, com distribuição de álcool em gel, utilização de máscaras e distanciamento social. Além disso, iremos criar outros pontos de vacinação, que irão atuar de maneira itinerante. Uma equipe técnica ficará destinada exclusivamente à vacinação de pacientes acamados”, ressaltou. Cerca de 20 profissionais de saúde irão trabalhar nesta primeira fase de vacinação.

Veja Mais

>>>São Lourenço recebe 17 mil seringas para vacinação contra Covid-19

São Lourenço recebe seringas do Ministério da Saúde

São Lourenço da Mata recebeu na quinta-feira, 14 de janeiro, um lote com cerca de 17 mil seringas e agulhas que serão utilizadas para a primeira fase de vacinação contra a Covid-19.

A entrega foi acompanhada pelo prefeito Vinícius Labanca e pelo vice-prefeito e coordenador do Comitê de Monitoramento à Covid-19, Dr. Gabriel Neto.

Em suas redes sociais, o chefe do executivo acompanhou a chegada dos materiais. Ainda segundo Labanca, mais de 15 mil lourencenses serão vacinados na primeira fase de imunização.

“A Prefeitura está fazendo a sua parte, está recebendo as seringas e agulhas, e agora é torcer para que o Governo Federal mande, o mais rápido possível, a vacina, para que a gente possa imunizar, até o final do ano, mais de 70% da populaçã da nossa cidade nas fases dois, três e quatro. Além disso, iremos garantir toda logística e estrutura de vacinação, que estaram estipulados no plano municipal de vacinação da nossa cidade”, enfatizou o prefeito

Para o vice-prefeito Dr. Gabriel Neto, o município, com esses materiais, vai garantir que todos do grupo prioritário serão vacinados

Com a chegada das seringas e agulhas, temos material suficiente para vacinar os grupos de risco da nossa cidade nessa primeira fase de vacinação. Agora vamos aguardar a chegada da vacina, para, o mais breve possível, imunizarmos a população”, destacou.

Leia mais:
>>> Câmara de São Lourenço aprova Reforma Administrativa do prefeito Vinícius Labanca

Paulista recebe primeiro lote de seringas

Paulista se prepara para dar início a imunização contra o Covid-19. O município recebeu o primeiro lote de seringas para imunizar inicialmente a população de risco.

Até o momento, 6.015 casos foram notificados pelo município e 454 óbitos foram confirmados, com dados consolidados pela Secretaria Estadual de Saúde até o dia 11 de janeiro. Tendo em vista o atual cenário, a Secretária de Saúde, Teresinha Mousinho, definiu as prioridades da fase inicial de imunização.

Seguindo as orientações da OMS (Organização Mundial da Saúde) e do Ministério da Saúde, serão priorizados os profissionais da saúde, pessoas do grupo de risco (idosos, hipertensos, diabéticos, portadores de outras comorbidades e crianças especiais) e indígenas.

Deixe seu comentário

WP2Social Auto Publish Powered By : XYZScripts.com
Enviar Mensagem
Entre no Grupo de WhatsApp do Portal