Mudança

CarnaRio: Sancionada lei sobre carnaval fora de época no Rio de janeiro

Apesar da mudança forçada devido à pandemia de covid-19, o carnaval em julho deve se tornar anual, segundo o texto sancionado pelo governador em exercício, Claudio Castro.

A data exata do evento ainda não foi definida, e a assessoria de imprensa do governo esclareceu que a lei sancionada possibilita a realização do evento, mas que irá seguir as recomendações das autoridades sanitárias. Carnaval do Rio, CarnaRio: Sancionada lei sobre carnaval fora de época no Rio de janeiroCarnaval do Rio, CarnaRio: Sancionada lei sobre carnaval fora de época no Rio de janeiro

O adiamento do carnaval já havia sido anunciado pela Liga Independente das Escolas de Samba (Liesa) e por grupos que representam blocos de carnaval tradicionais da cidade. Apesar da mudança forçada devido à pandemia de covid-19, o carnaval em julho deve se tornar anual, segundo o texto sancionado por Claudio Castro. O objetivo da medida é estimular o turismo, o lazer e a economia. 

O evento foi batizado de CarnaRio e, segundo a lei, a organização deve ser discutida entre a Secretaria de Estado de Cultura, as ligas de Escolas de Samba, agremiações e blocos carnavalescos. 

Com enredos definidos, as escolas de samba do grupo especial já sortearam a ordem dos desfiles, que estão previstos para ocorrer nos dias 11 (domingo) e 12 (segunda) de julho. O presidente da Liesa, Jorge Castanheira, reiterou, no entanto, que a vacinação da população contra a covid-19 será fundamental para a realização do evento.

Estão previstos para o domingo (11/07) os desfiles de Imperatriz Leopoldinense, Viradouro, Beija-Flor de Nilópolis, Salgueiro, Mangueira e São Clemente. Já na segunda (12/07), será a vez de Paraíso do Tuiuti, Grande Rio, Mocidade, Vila Isabel, Portela e Unidos da Tijuca.

Bahia

Na Bahia, o carnaval de Salvador também está oficialmente suspenso pela prefeitura da capital por causa da pandemia. A medida foi anunciada ainda em novembro, pelo agora ex-prefeito ACM Neto. 

“A possibilidade de o carnaval acontecer em outro momento de 2021 está condicionada à existência de uma vacina acessível a todos. Caso exista vacina, os prefeitos das maiores cidades do Brasil se unam para um eventual calendário. Agora, nem eu, nem Bruno [Reis, prefeito de Salvador que assumiu em janeiro], nem ninguém pode estabelecer uma data, porque essa data dependerá da vacina”, disse ACM Neto em entrevista coletiva. 

Um projeto de lei que tramita na Câmara dos Deputados estabelece novo feriado nacional nos dias 5 e 6 de julho, quando seria comemorado o carnaval. A proposta é de autoria do deputado Dr. Luiz Antonio Teixeira Jr (PP-RJ).

Pernambuco

Em Pernambuco, a decisão de cancelar a folia foi tomada pelo próprio governo do estado. A medida, anunciada no dia 17 de dezembro, também em entrevista coletiva, vale para todo o estado, que abriga um dos carnavais mais tradicionais do país, principalmente na capital Recife e nas ladeiras da histórica cidade de Olinda

Antes mesmo da suspensão oficial, uma das agremiações carnavalescas mais importantes de Pernambuco, o Homem da Meia- Noite, que abre o carnaval de Olinda, já havia cancelado o seu sempre aguardado desfile, em nome da preservação da saúde.

Veja mais 

>>>Carnaval do Recife pode acontecer no segundo semestre de 2021

Carnaval no Recife

A nova gestão municipal do Recife poderá decidir por realizar o Carnaval no segundo semestre de 2021, caso uma discussão política seja  aprovada na comissão de acompanhamento externo da Covid-19, na Câmara Federal.

Informações iniciais dão conta de uma tentativa de mudança do feriado mais popular do país para junho ou julho do próximo ano. As cidades envolvidas na discussão são o Recife, Salvador, São Paulo, Rio de Janeiro e Belo Horizonte, principais polos carnavalescos.

A ideia poderá vingar caso a vacinação contra o novo coronavírus tenha  chegado a grande parte da população brasileira até o segundo semestre de 2021. Ainda não há um entendimento sobre qual será a melhor data a ser realizada a festa de rua com características fora de época.

Em uma eventual aprovação da ideia apresentada pelo deputado federal Dr. Luizinho, do Progressistas do Rio de Janeiro, a capital pernambucana teria como melhor sugestão de realização do evento nos meses de mês julho ou agosto, uma vez que junho é o forte com a tradição junina.

Leia também:
>>>Bezerros: Prefeita eleita diz que não haverá Carnaval dos Papangus em 2021

Já para para as cidades de São Paulo e Rio de Janeiro o mês de junho seria mais interessante para a o acontecimento das festas carnavalescas, já que  ambas não possuem tradição junina.

As cidades cotadas para a realização das festas populares pensam em uma compensação para as cadeias de produção afetadas como bares, restaurantes, pousadas, hotéis taxi e Uber.

“É evidente que dependemos da vacina para a festa acontecer, mas tenho acompanhado de perto o assunto por causa da Comissão Externa e com certeza em julho já teremos condições sanitárias para realizar as festas que foram adiadas e que são fundamentais para a economia de muitas cidades,
inclusive a do Rio”, disse o deputado.

Por duas vezes na história do Brasil, a data do Carnaval foi mudada. A primeira, em 1892, porque o ministro do interior achou que junho era um mês menos quente e, portanto, mais saudável para a realização da festa. A segunda vez, em 1912, quando o Barão do Rio Branco morreu e a folia foi adiada para 6 de abril.

Fonte

Deixe seu comentário

WP2Social Auto Publish Powered By : XYZScripts.com
Enviar Mensagem
Entre no Grupo de WhatsApp do Portal