Solidariedade

Prefeitura do Recife e Governo de Pernambuco, unidos, enviarão 200 concentradores de oxigênio para Manaus

Os equipamentos devem seguir para a capital do Amazonas de avião até este sábado (16)

Concentradores de oxigênio serão enviados a Manaus para o enfrentamento da crise do sistema público de saúde no Amazonas, são 200 concentradores ao todo. Desse total, 100 foram da Prefeitura do Recife e os demais do  Governo do Estado de Pernambuco. Até este sábado (16), os equipamentos devem seguir de avião para a capital do Amazonas.

Esses concentradores, utilizados para o tratamento de pessoas com insuficiência respiratória, fazem parte dos mais de 10 mil equipamentos médico-hospitalares adquiridos pela Prefeitura do Recife, durante a preparação para o enfrentamento à pandemia no município. Os aparelhos foram utilizados para salvar vidas nos sete hospitais de campanha construídos em 45 dias pela PCR. Quando as unidades começaram a ser desativadas, os materiais foram levados para o almoxarifado da Secretaria de Saúde, onde estavam armazenados.

É importante salientar que a ajuda à capital amazonense não compromete a estrutura de assistência hospitalar da covid-19 no Recife. Ou seja, mesmo que haja aumento no número de pacientes que necessitem de internação, na capital, o município ainda terá equipamentos suficientes para garantir atendimento adequado à população.

Os concentradores têm o objetivo de aumentar a saturação de O2. Os aparelhos puxam o ar do ambiente, purificam o oxigênio e o transportam para o paciente através de cânulas ou máscaras.

Concentradores de oxigênio,
Foto ilustrativa de um condensador de oxigênio.

No Recife a campanha de orientação e prevenção feitas também nas praias, leia:

Neste sábado (9), cerca de 150 profissionais da Prefeitura do Recife iniciaram reforço nas ações de orientação e conscientização na orla da cidade em relação ao cumprimento das medidas e protocolos contra o novo coronavírus. O trabalho conjunto entre as secretarias da PCR aconteceu nas orlas de Boa Viagem, Pina e Brasília Teimosa, na Zona Sul do município e foi motivado pela procura intensa da praia neste mês de janeiro e a necessidade de garantir o convívio seguro nesses espaços.

Durante a ação, os profissionais da Prefeitura observaram o uso de máscara pelos comerciantes; se cada barraca está com a quantidade exata de cadeiras permitida; se há distanciamento adequado; entre outras medidas. Além das orientações passadas pelos arte-educadores e inspetores aos barraqueiros e banhistas, o trabalho também contou com distribuição de 4 mil máscaras e material informativo sobre os cuidados via QR Code, para evitar o contato físico da panfletagem.

“Com o passar do tempo, existe uma tendência de relaxamento em relação aos cuidados. Então, essa ação é para que não só os comerciantes, mas todas as pessoas, entendam que a pandemia não acabou e que é muito importante manter e levar a sério as medidas preventivas de combate ao coronavírus, mesmo nos momentos de lazer, como na praia”, afirma a gerente da Vigilância Sanitária do Recife, Daniele Feitosa.

Leia também:

Prefeitura do Recife reforça orientação e prevenção da covid-19 na praia
Dezembro registra queda de casos graves e mortes por Covid-19 no Recife

 

Da redação do Portal de Prefeitura com informações do gabinete de imprensa da PCR.

Deixe seu comentário

WP2Social Auto Publish Powered By : XYZScripts.com
Enviar Mensagem
Entre no Grupo de WhatsApp do Portal