Resultado

Celpe corta luz do anexo da Prefeitura de Belo Jardim por falta de pagamentos da gestão passada

A informação é que o desabestecimento enérgetico no prédio começou desde o mês de dezembro de 2020.

A Companhia Energética de Pernambuco (Celpe) interrompeu o fornecimento de energia do anexo da Prefeitura de Belo Jardim, no Agreste do Estado. A informação é que o desabestecimento enérgetico no prédio começou desde o mês de dezembro de 2020. O motivo do corte foram as dívidas da gestão passada com a companhia que, de acordo com informações, pode chegar a cerca de R$ 4 milhões.

Empossado desde o dia 1º de janeiro de 2021, o atual gestor municipal, Gilvandro Estrela, vem trabalhando para ajustar os problemas deixados pela gestão municipal antiga.

“Tomamos as rédeas do governo e o aperto é grande. Então é preciso descobrirmos, verdadeiramente, como está a realidade do município”, disse o prefeito.

Leia também:
>>>Prefeitura de Belo Jardim encontra rombo de R$ 34 milhões com Celpe, folha salarial e fornecedores

Descaso da antiga gestão municipal

Em reunião com parte do secretariado nesta quarta-feira (13) sobre a situação financeira do município, o prefeito de Belo Jardim, Gilvandro Estrela, demonstrou preocupação ao ter conhecimento que, até o momento, a auditoria interna encontrou a Prefeitura com rombo da gestão anterior que chega a aproximadamente R$ 34 milhões com folha de pessoal, energia e fornecedores.

Há apenas 13 dias, desde que assumiu a prefeitura, Gilvandro Estrela tem se deparado com uma realidade devastadora em diversos setores.

“Imaginávamos que encontraríamos um déficit imenso, entretanto, a cada dia fico mais surpreso com os problemas encontrados pela auditoria. Estamos com uma prefeitura devastada”, declarou o prefeito.

Com um débito que só tende a crescer com a continuidade do trabalho de auditoria interna, diversos problemas podem aparecer como consequência da gestão anterior.

“Informo ao povo de Belo Jardim, mais uma vez, que meu propósito é fazer dessa terra um lugar excelente de se viver. Estou encontrando diversos desafios, mas vamos conseguir. Já estamos fazendo muito em pouco tempo, dentro do que está em nosso alcance”, finalizou o prefeito.

O secretário de Gestão Pública, Laércio Roberto Lemos de Souza, tem encontrado em Belo Jardim uma situação calamitosa. Laércio salienta que o objetivo é avaliar o grau do impacto e, a partir deste conhecimento, equilibrar as finanças do município.

Honrar a folha de pagamento dos servidores municipais e aposentados, quitar dívida com a Celpe e com demais fornecedores, são algumas das prioridades da gestão Gilvandro Estrela.

Deixe seu comentário

WP2Social Auto Publish Powered By : XYZScripts.com
Enviar Mensagem
Entre no Grupo de WhatsApp do Portal