Planejamento

Ministro Pazuello fará reunião com prefeitos para discutir vacinação

De acordo com a FNP, a pauta da reunião inclui calendário de imunização, planejamento, organização e logística de aquisição e distribuição de insumos.

O ministro da Saúde, Eduardo Pazuello têm um encontro marcado com o presidente da Frente Nacional de Prefeitos (FNP), Jonas Donizette, e mais de 100 prefeitos, nesta quinta-feira (14), às 10h30.

Donizette estará presencialmente em Brasília, segundo a assessoria da FNP, e os prefeitos vão participar do encontro de modo virtual, para tratar de pontos emergenciais relativos à vacinação contra a Covid-19 nos municípios.

De acordo com a FNP, a pauta da reunião inclui calendário de imunização, planejamento, organização e logística de aquisição e distribuição de insumos.

Ver mais: 

>> Pazuello diz que vacinação começa em janeiro e vai buscar 2 mi de doses na Índia

>> Pazuello: “Todos os estados receberão simultaneamente as vacinas, no mesmo dia”

>> Ministro Pazuello: “354 milhões de doses estão asseguradas em 2021”

Vacinação

A Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) fará reunião de diretoria colegiada no domingo (17), para decidir sobre pedidos de uso emergencial das vacinas Coronavac e de Oxford/AstraZeneca. O início da vacinação no país depende do aval do órgão regulador.

Segundo o Estadão, o Ministério da Saúde planeja realizar um evento para marcar o começo da vacinação contra o novo coronavírus na próxima terça (19), data em que governadores de Estado devem estar em Brasília para participar de reunião com o ministro Pazuello.

Apesar de não ter batido o martelo sobre uma data para o início da vacinação no país, o ministro da Saúde tem dito que, na melhor hipótese, ela começará em 20 de janeiro.

Em sua fala durante o encontro com o governador do Amazonas, Pazuello voltou a afirmar que a vacinação terá início simultâneo em todas as unidades da federação, “no dia D e na hora H”. O ministro não deu data específica, mas disse que os brasileiros estarão sendo vacinados “três a quatro dias” após a aprovação do uso emergencial de qualquer vacina pela Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa).

Deixe seu comentário

WP2Social Auto Publish Powered By : XYZScripts.com
Enviar Mensagem
Entre no Grupo de WhatsApp do Portal