Análise

Vereador preso no Cotel terá pedido de licença votado na Câmara do Cabo

Situação de Flávio do Fórum será definida no dia 14 de janeiro. Caso tenha solicitação atendida, assume o suplente, Nia Vip Car, mantendo assim o mandato conquistado nas urnas.

O vereador Flávio do Fórum, que foi eleito e empossado mesmo estando preso no Cotel, terá seu pedido de licença votado na Câmara Municipal do Cabo nesta quinta-feira, 14 de Janeiro, caso seu pedido seja atendido, seu suplente, Nia Vip Car assume, mantendo assim o mandato conquistado nas urnas.

O presidente da Câmara Municipal do Cabo, Ricardo Carneiro da Silva, convocou os vereadores para realizar a votação que pode definir o futuro de Flávio do Fórum. O projeto de resolução N° 01/2021, de criação da mesa diretora, concede ao vereador detido, licença não remunerada, para poder tratar de” assuntos particulares”.

Vereador Flávio do Fórum
Resolução que convoca os vereadores para a votação do dia 14/01. Foto: Divulgação

Leia mais:
>>> Vereador preso por corrupção é empossado dentro do Cotel por videoconferência

Entenda o caso

Na cidade do Cabo de Santo Agostinho, no Grande Recife, a mesa diretora da Câmara Municipal empossou o vereador Flávio Átila da Silva Leite (PL), mais conhecido como Irmão Flávio ou Flávio do Fórum.

Flávio foi reeleito vereador na cidade e, segundo as investigações, teria se apropriado indevidamente de até 90% dos salários dos comissionados da Câmara.

O parlamentar segue preso no Centro de Observação e Triagem Professor Everardo Luna (Cotel), em Abreu e Lima, e recebeu o direito de participar do Legislativo municipal por meio de uma cerimônia virtual.

Apesar de ser um fato inusitado, a defesa do parlamentar deve pedir licença do mesmo ao cargo de 120 dias na Câmara de Vereadores do Cabo de Santo Agostinho. Irmão Flávio está preso no Cotel por ser acusado de rachadinha. O representante do Legislativo municipal  foi preso preventivamente no dia 22 de julho de 2020 em uma operação da Polícia Civil chamada de Rateio.

Outro caso

No Sertão do estado da  Paraíba, o vereador da cidade de Marizópilis Fábio Júnior Alves de Andrade, do Progressistas, tomou posse do cargo na última sexta-feira, 1º de janeiro, em uma cerimônia virtual. O funcionário do legislativo municipal participou do ato em um local inusitado e fora do comum. Fábio Júnior de Nego Chico, como é conhecido, foi empossado direto da Colônia Penal Agrícola de Sousa. O vereador é suspeito de assalto na cidade de Sousa e está preso desde o dia 18 de dezembro de 2020.

Durante a solenidade de posse, Fábio ficou acompanhado de policiais penais da unidade prisional e pelo seu advogado. O vereador tem 37 anos e foi eleito no pleito de 2020 com 194 votos.

De acordo com informações, o parlamentar cumpre prisão temporária de 30 dias e é investigado por ter auxiliado na fuga de três criminosos que se passaram por policiais e roubaram dinheiro e cheques de um empresário.

 

 

Deixe seu comentário

WP2Social Auto Publish Powered By : XYZScripts.com
Enviar Mensagem
Entre no Grupo de WhatsApp do Portal