Ofensas

Bolsonaro chama William Bonner de ‘canalha’ e ‘sem vergonha’

O presidente ainda atacou o ex-ministro da Saúde Luiz Henrique Mandetta e o youtuber Felipe Neto.

O presidente Jair Bolsonaro chamou o jornalista William Bonner de “canalha” e “sem vergonha” durante conversa com apoiadores em frente ao Palácio da Alvorada na manhã desta quinta-feira (7). Ele ainda atacou o ex-ministro da Saúde Luiz Henrique Mandetta e o youtuber Felipe Neto.

Bolsonaro disse contra o âncora da Rede Globo que vai “ter seringa para todo mundo”, sem ser claro se fazia referência a alguma reportagem do ‘Jornal Nacional’ sobre a dificuldade do governo federal em adquirir itens para a vacinação contra a covid-19.

“Pessoal da imprensa, sem vergonha, William Bonner, sem vergonha, vai ter seringa para todo mundo. William Bonner, por que seu salário foi reduzido? Porque acabou a teta do governo. Vocês têm que criticar mesmo. Quase R$ 3 bilhões por ano para a imprensa e grande parte para vocês, acabou”, disse, repetindo a alegação, sem provas, de que seu governo cortou o valor que seria gasto em gestões anteriores em anúncios publicitários na Globo.

O presidente ainda falou, referindo-se de forma geral à imprensa, que não concorda com a repercussão de sua decisão de adiar compras de seringas alegando que os preços eram abusivos.

“Vocês falam que não comprei seringa agora. Por quê? Porque quando fui comprar, o preço dobrou. Se eu compro, vão falar que eu comprei superfaturado. Não dou essa chance para vocês. Brasil é um dos países que mais produz seringas. Não vai faltar seringas”, disse.

No final, Bolsonaro voltou a atacar Bonner.

“Agora estão dizendo que vai faltar seringa para outras doenças. São canalhas. Bonner, você é o maior canalha que existe, William Bonner. São canalhas. O tempo todo mentindo”.

Ver mais: 

>> Brasileiro confia mais em Bolsonaro do que em Bonner, aponta pesquisa

>> Polícia do RJ intimou Bonner e Renata Vasconcellos a depor no Caso Queiroz

>> Maia debocha de dica dada por Bonner: “vou pegar outra máscara, por orientação do Dr Willian Bonner”

Entenda o assunto: 

Na noite de quarta-feira (6), durante o Jornal Nacional, uma participação de Bonner durante o Jornal Nacional chamou a atenção dos internautas. O âncora leu na íntegra declarações de Bolsonaro criticando a imprensa, mas para muitos telespectadores, o jornalista tentou imitar a voz do presidente.

Um dia antes, Bonner já havia respondido Bolsonaro acerca da declaração de que o “Brasil está quebrado” e a “mídia potencializa a pandemia”.

“Os números oficiais das secretarias estaduais de Saúde mostram que o vírus a que se refere o presidente Jair Bolsonaro está se espalhando a taxas maiores desde dezembro. Esse vírus contaminou quase 8 milhões de pessoas no país todo e levou luto às famílias e aos amigos de mais de 197 mil ‘cidadões’… ou cidadãos… brasileiros”, disse o âncora do telejornal.

Deixe seu comentário

WP2Social Auto Publish Powered By : XYZScripts.com
Enviar Mensagem
Entre no Grupo de WhatsApp do Portal