Recife

Queima da Lapinha encerra o Ciclo Natalino nesta quarta (6)

Para evitar aglomerações, em função da pandemia, a celebração será diferente este ano, com o desfile da Lapinha pelas ruas da cidade, acompanhada pela Frevioca.

Tradicional liturgia da cultura popular, a Queima da Lapinha encerra, amanhã (6), o Ciclo Natalino promovido pela Prefeitura do Recife, por meio da Secretaria de Cultura, Fundação de Cultura Cidade do Recife e Secretaria de Turismo e Lazer, desde o último dia 17 de dezembro. Para evitar aglomerações, em função da pandemia, a celebração será diferente este ano, com o desfile da Lapinha pelas ruas da cidade, acompanhada pela Frevioca.

Trazida pelos jesuítas nos idos do século XIX, a tradição tem seu simbolismo relacionado à manjedoura onde nasceu o Menino Jesus e ao dia em que ele foi visitado pelos três reis magos. Feita de folhagens secas e incensos, a lapinha é queimada para consagrar o ciclo cultural que se encerra ao fogo e abrir alas para o ciclo seguinte.

Queima da Lapinha encerra o Ciclo Natalino nesta quarta (6)
Queima da lapinha em 2020. Foto: Daniel Tavares/Arquivo PCR

A programação começa às 16h, com a saída da Frevioca do Parque Dona Lindu, em direção ao Sítio Trindade. Durante todo o percurso, a bandinha Mendes e sua Orquestra irá embalar o cortejo com suas loas e jornadas, acompanhada por quatro pastoras do Pastoril Estrela Brilhante de Água Fria. A Lapinha abrirá o desfile, levada em carro aberto, percorrendo zona sul e zona norte da cidade, à frente da Frevioca.

Em sua chegada ao Sítio, será recebida pela bandinha 19 de Fevereiro e integrantes do Pastoril Estrela Brilhante. Às 18h, no Sítio Trindade, sem a presença de público, para evitar aglomeração, a Lapinha será queimada, ao som de cânticos, jornadas e orações proferidas pelas pastoras.

Confira a programação:

Queima da Lapinha (dia 6)

16h – Saída da Frevioca do Dona Lindu, acompanhando a Lapinha
18h – Queima da Lapinha no Sítio Trindade, sem participação de público

Leia também:
>>>Geraldo Julio passa comando da Prefeitura do Recife para João Campos

Cerimônia

Em cerimônia de transmissão de cargo marcada pela emoção, Geraldo fez discurso em tom de gratidão à família, equipe e ao povo do Recife pelas conquistas vividas nos últimos oito anos. Prefeito João Campos falou em inaugurar um novo tempo e garantindo prioridade para a vacinação da covid-19 e educação

A cerimônia de transmissão de cargo de prefeito e vice-prefeito do Recife aconteceu em clima de emoção. A solenidade, restrita a poucos convidados e transmitida via internet, aconteceu imediatamente após a cerimônia de Posse, realizada na Câmara Municipal do Recife.

Estiveram presentes o governador Paulo Câmara, o presidente da Assembleia Legislativa do Estado de Pernambuco, deputado Eriberto Medeiros e o recém-eleito presidente da Câmara Municipal do Recife, Romerinho Jatobá. Geraldo Julio, João Campos e os vices Luciano Siqueira e Isabella de Roldão formalizaram a transmissão de cargo na noite desta sexta (1º), no auditório Capiba, no edifício-sede da Prefeitura do Recife.

Geraldo Julio agradeceu aos familiares e ao povo do Recife por tudo o que ele aprendeu nesta caminhada política.

“É um momento de muita emoção, aqui a transmissão de cargo para João Campos a alegria de ver o conjunto político fazer a sucessão aqui no Recife com uma votação muito expressiva, 100 mil votos a mais que a candidatura adversária. A eleição acabou. É hora de voltar a unir a cidade”, disse.

Geraldo Julio passa comando da Prefeitura do Recife para João Campos
Geraldo Julio e João Campos. Foto: Andréa Rêgo Barros/PCR

“Eu governei durante esses oito anos convidando a todos para fazermos a união contra os problemas, enfrentar as dificuldades e desafios da cidade. João já disse isso no discurso de posse dele, ele está preparado e vai ser um grande prefeito. Estou muito feliz e grato, grato ao povo do Recife pela oportunidade de governar a cidade, grato a Deus também por tudo que a gente conseguiu fazer na cidade e pela transformação na vida de tanta gente”, completou Geraldo.

Em seu discurso, Geraldo, destacou o legado das lideranças históricas da Frente Popular.

“Tive o cuidado de analisar o resultado das eleições desse ano e pude ver que as maiores votações que João obteve, algumas acima de 60%, foram nos locais mais vulneráveis da cidade. Os mais pobres deram a João a maior vitória. Isso demonstra que nós sabemos porque estamos aqui. Nós buscamos honrar àqueles que lutaram pela redemocratização do Brasil. Combatemos a injustiça social todos os dias, priorizamos quem mais precisa, demos oportunidades a quem quase nunca tem oportunidades. Como dizia Eduardo: “inauguramos vida na vida das pessoas”.

Leia também:
>>>João Campos diz que sua luta é para que todos tenham o direito de sonhar

“Doutor Arraes foi muitas vezes incompreendido por setores que não entendiam as políticas públicas que ele criou como Prefeito e como Governador. Isso porque ele sempre teve a sensibilidade de saber o que o povo sente, buscar se aproximar da vida real do povo. Ele sabia as necessidades reais de quem precisa do serviço público. E ele é a nossa referência. Se o governante não entra na casa, não procura conhecer a realidade em que vivem as pessoas mais pobres, não consegue entender as suas necessidades”, disse.

Para finalizar, Geraldo Julio apontou para o futuro, destacando a expectativa para o governo de João Campos a frente da Prefeitura do Recife.

“Por fim, quero falar de futuro e para fazer isso quero falar de João Campos. João é um talento desse país. E além disso, ele mesmo me disse, faz alguns anos, que sabia com clareza que seu pai, para além do talento que muitos falavam, era suor, sacrifício, dedicação, enfim, era trabalho duro e incansável. Essa constatação de João mostra sua sabedoria”, disse.

 

“Tenho certeza de que assim como foi um grande candidato, João será um grande Prefeito do Recife. João, você não precisa provar nada para ninguém! Você só precisa governar a cidade com o amor e a dedicação que você sempre mostrou em todos os desafios. Unir os recifenses e enfrentar os desafios de mãos dadas com o povo”, complementou.

Em seguida, o prefeito João Campos assinou o livro de transmissão sob os aplausos dos convidados. João falou sobre os focos da sua gestão no primeiro semestre.

“Hoje, a gente assume como prefeito do Recife com o coração cheio de esperança e certeza que chegou a hora de inaugurar um novo tempo, de poder entregar cada ação com muita energia e disposição. Foco absoluto na educação. Foco nesse primeiro semestre num programa de vacinação para proteger os recifenses, lutar sempre contra a desigualdade social e que a gente gere dia após dia a oportunidade para as pessoas. Estou muito feliz de poder a partir de hoje assumir a nossa cidade e, junto com as pessoas do Recife, construir esse futuro”, disse o prefeito sob intensos aplausos.

Da redação do Portal com informações da Prefeitura do Recife 

Deixe seu comentário

WP2Social Auto Publish Powered By : XYZScripts.com
Enviar Mensagem
Entre no Grupo de WhatsApp do Portal