Covid-19

Vietnã segura pandemia: 35 óbitos por Covid em 10 meses

Sucesso do Vietnã, com 97 milhões de habitantes contra a Covid, tem a ver com testagem efetiva, rigorosa quarentena e rastreamento.

O Vietnã apresenta um número de mortes de Covid-19 mínimo, ficando em 35 desde 3 de setembro, segundo a Universidade John Hopkins, referência do registro dos casos de coronavírus, e entre os 156 hospitalizados devido à doença, nenhum corre perigo de morte, informou o Ministério da Saúde.

Quase 11 meses após o inicio da pandemia SARS-CoV-2, o país notifica 1.451 casos, dos quais 1.298 foram recuperados. Destes, 20 tiveram resultado negativo em pelo menos um teste da doença.

O Vietnã, com 97 milhões de habitantes, é entre as nações com mais de 70 milhões de pessoas a que apresenta as melhores taxas de casos e óbitos por milhão, com 14 e 0,4, respectivamente. O país alcançou esses resultados através de uma combinação de testagem efetiva, quarentena e rastreamento de contatos de doentes.

A maioria dos casos notificados no país foram oriundos de outros territórios, onde estavam e foram surpreendidos pela pandemia, ou são peritos estrangeiros que regressaram para cumprir um contrato lá.

Até 30 de novembro, o Vietnã tinha 89 dias sem infecções internas com a doença, mas naquele dia um surto ocorreu na cidade de Ho Chi Minh, quando dois funcionários da Vietnã Airlines violaram os regulamentos em uma área de quarentena e contaminaram várias pessoas. De lá para cá, os casos foram controlados.

Veja Mais

>>>Brasil começa a exigir o teste negativo de covid-19 para entrada no país

Estrangeiros vindo ao Brasil 

A partir desta quarta-feira (30), passageiros de voos internacionais que embarcarem para o Brasil precisarão apresentar um teste RT-PCR negativo ou não reagente para covid-19. O exame deve ter sido feito até 72 horas antes da viagem. A obrigatoriedade vale para todos os viajantes, brasileiros ou estrangeiros, independentemente de sua origem.Brasil, Brasil começa a exigir o teste negativo de covid-19 para entrada no paísBrasil, Brasil começa a exigir o teste negativo de covid-19 para entrada no país

Crianças menores de 2 anos estão dispensadas da apresentação do teste, assim como crianças com idade entre 2 e 12 anos, desde que seus acompanhantes cumpram todas as exigências. Já crianças entre 2 e 12 anos viajando desacompanhadas são obrigadas a apresentar o exame, da mesma forma que os demais viajantes.

A medida está prevista na portaria nº 648/2020, publicada na semana passada, que e também trata da proibição, em caráter temporário, da entrada no Brasil de voos com origem ou passagem pelo Reino Unido e Irlanda do Norte. No último dia 17, o governo já havia determinado a exigência do exame na portaria nº 630/2020.

Fonte

Ver mais:

>> Entrada no Brasil será exigido teste negativo de covid-19

Declaração de Saúde do Viajante

De acordo com a Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa), brasileiros e estrangeiros que vierem do exterior por via aérea deverão preencher a Declaração de Saúde do Viajante (DSV) e apresentar o e-mail de comprovação de preenchimento para a companhia aérea.

O teste deverá ter sido realizado em laboratório reconhecido pela autoridade de saúde do país do embarque. Na hipótese de voo com conexões ou escalas em que o viajante permaneça em área restrita do aeroporto, o prazo de 72 horas será considerado em relação ao embarque no primeiro trecho da viagem.

As obrigações fixadas pela norma não valem para voos procedentes do exterior com paradas técnicas ou conexão no Brasil desde que não ocorra qualquer procedimento de desembarque seguido de imigração.

O descumprimento da exigência pode gerar responsabilização civil ou penal, deportação de volta ao país de origem ou a invalidação do pedido de refúgio, caso ele existe.

Da redação do Portal com informações da Agência Brasil

Deixe seu comentário

WP2Social Auto Publish Powered By : XYZScripts.com
Enviar Mensagem
Entre no Grupo de WhatsApp do Portal