Ação

Prefeitura do Recife entrega marmita especial de natal para população em situação de rua

A entrega está sendo realizada no Restaurante Popular Josué de Castro, que tem capacidade para ofertar 1,7 refeições diariamente. Nas datas comemorativas de Natal e Revéillon, a capacidade aumenta em 500 refeições no jantar.

Para marcar as festividades de fim de ano, a população em situação de rua usuária do Restaurante Popular Josué de Castro recebeu uma marmita especial da Prefeitura do Recife na quinta (24) e sexta-feira (25).

O equipamento gerenciado pela Secretaria de Desenvolvimento Social, Juventude, Políticas sobre Drogas e Direitos Humanos (SDSJPDDH) tem capacidade para entregar cerca de  1,7 refeições diariamente, nos horários das 11h às 14h e das 17h às 20h. Entretanto, aumentou o volume para 500 marmitas no horário do jantar, que tiveram cardápio diferenciado. A iniciativa acontece também no dia 1º de janeiro.

Prefeitura do Recife entrega marmita especial de natal para população em situação de rua
Ação da prefeitura no Recife. Foto: Cortesia

O Restaurante Popular Josué de Castro foi inaugurado pela Prefeitura do Recife em dezembro de 2019 com o objetivo de ofertar refeições às pessoas em situação de rua e que vivem em vulnerabilidade social, garantindo a segurança alimentar da população mais carente. Além do cardápio natalino, que contou com arroz com uva passas, chester e lombo, os usuários também receberam panetone.

“A ação aconteceu seguindo todos as recomendações das autoridades sanitárias, que estão seguidas pelo Restaurante desde o início da pandemia de covid-19. Tanto na data do Natal, quanto no Revéillon, a intenção da iniciativa é ofertar uma refeição mais aconchegante para a população em situação de rua e usuária do restaurante nessa época em que buscamos levar mais solidariedade à população”, reforçou Ana Rita Suassuna, secretaria de Desenvolvimento Social e Direitos Humanos do Recife (SDSJPDDH).

Para seu Eraldo José, natural do interior de Pernambuco, ações como essas o ajudam a enfrentar as situações adversas passadas por quem vive nas ruas.

“Estou por aqui há pelo menos um mês, desde que tive que sair do interior por causa de brigas com a família. Durmo no Abrigo Noturno Irmã Dulce, almoço e janto nesse restaurante todos os dias e sou muito grato por essas iniciativas da Prefeitura”, conta seu Eraldo, que também é usuário do Centro POP Neuza Gomes.

Leia também:
>>>Decoração natalina ilumina o bairro do Recife Antigo

Assistência

Para ter acesso aos serviços da Assistência Social no Recife, a pessoa em situação de rua precisa estar em atendimento pelo Serviço Especializado em Abordagem Social (Seas) ou pelo Centro de Referência Especializado para População em Situação de Rua (Centro POP).

O trabalho da equipe do Seas é itinerante e consiste no mapeamento diário das pessoas que vivem em situação de rua na cidade, realizando a conversa ativa, sensibilização e orientação e, sempre que há aceitação, é realizado o encaminhamento para a rede de acolhimento e serviços socioassistenciais. Já o Centro POP recebe a demanda do usuário que toma a iniciativa de procurar o serviço ou que é encaminhado para tal.

No Recife, existem dois equipamentos do tipo, sendo um na Rua Bernardo Guimarães, nº 135, em Santo Amaro (Centro Pop Glória), e outro na Rua Dr. João Coimbra, nº 66, na Madalena (Centro Pop Neuza Gomes).

A Prefeitura do Recife mantém 13 unidades de acolhimento institucional para pessoas em vulnerabilidade social. Nesses espaços, além de acolhimento integral e alimentação, são disponibilizados atendimentos por assistentes sociais, psicólogos, contanto com pessoal de apoio. A SDSJPDDH ainda tem intersetorialidade com outras secretarias municipais e órgãos, a exemplo de Saúde e Educação.

Da redação do Portal com informações da Prefeitura do Recife 

Deixe seu comentário

WP2Social Auto Publish Powered By : XYZScripts.com
Enviar Mensagem
Entre no Grupo de WhatsApp do Portal