Eleições 2022

Bolsonaro: “Se a gente não tiver voto impresso, pode esquecer eleição de 2022”

O presidente tem defendido nas últimas semanas a aprovação de uma Proposta de Emenda à Constituição para instituir a obrigatoriedade do voto impresso.

Em férias em São Francisco do Sul (SC), o presidente Jair Bolsonaro (sem partido) disse na terça-feira, 22 de dezembro, para seus apoiadores esquecerem a eleição presidencial de 2022 caso o Congresso Nacional não aprove a lei que institua o voto impresso.

O presidente passou cerca de 25 minutos cumprimentando apoiadores, quando um deles questionou: “falta muito para chegar 2022, para apertar [o botão da urna eletrônica] de novo, presidente”?

Poucos segundos após a pergunta, Bolsonaro respondeu: “Se a gente não tiver voto impresso, pode esquecer a eleição”.

O presidente tem defendido nas últimas semanas a aprovação de uma Proposta de Emenda à Constituição para instituir a obrigatoriedade do voto impresso.

Em março deste ano, o presidente afirmou que houve fraude eleitoral em 2018 e que foi eleito no primeiro turno. Na ocasião, ele afirmou que tinha provas da fraude, mas nunca as apresentou.

No dia 29 de novembro, quando votou no segundo turno das eleições municipais no Rio de Janeiro, Bolsonaro voltou a sugerir, sem provas, que o voto eletrônico no país não é confiável.

Nesta terça-feira, dia em que foi preso um de seus principais aliados, o prefeito do Rio de Janeiro, Marcelo Crivella (Republicanos), o presidente decidiu não falar com a imprensa.

Ao ser abordado por jornalistas, perguntou qual seria o assunto a ser tratado, não respondeu a nenhuma pergunta e fez críticas à Rede Globo.

Leia também:
>>> Bolsonaro promete que ‘vai ter partido de direita em 2022’

Mensagem aos pescadores

O presidente da República, Jair Bolsonaro, publicou em suas redes sociais nesta segunda-feira (21) imagens de um passeio feito pela manhã no Farol da Ilha da Paz.Bolsonaro, Bolsonaro: “Se a gente não tiver voto impresso, pode esquecer eleição de 2022”Bolsonaro, Bolsonaro: “Se a gente não tiver voto impresso, pode esquecer eleição de 2022”

Vestido com a camisa do Joinville Esporte Clube, ao lado do secretário nacional de Aquicultura e Pesca, o catarinense Jorge Seif Junior, o presidente mandou uma mensagem aos pescadores pelo rádio da base naval e assinou o livro de visitas do ponto turístico.

Além de votos de Natal e Ano Novo, Bolsonaro comemorou com os pescadores a liminar do ministro do Supremo Tribunal Federal (STF), Kássio Nunes Marques, que liberou a pesca de rede de arrasto nas 12 milhas náuticas da faixa marítima da zona costeira do Rio Grande do Sul, prática que era proibida por lei estadual desde 2018.

“Um ano de muitas entregas, muito trabalho. A última ação nossa foi permitir que os pescadores de Santa Catarina e Paraná possam pescar nos mares do Rio Grande do Sul. Conseguimos uma liminar com o ministro Kássio Marques, revogando uma lei estadual, entre outras coisas”, afirmou.

Com informações de O Tempo e Agência Brasil

Deixe seu comentário

WP2Social Auto Publish Powered By : XYZScripts.com
Enviar Mensagem
Entre no Grupo de WhatsApp do Portal