Inovação

João Campos sugere corte de 225 cargos comissionados e uma secretaria

O objetivo da nova estrutura administrativa visa consolidar o Recife como uma cidade com gestão eficiente, desburocratizada e com soluções inovadoras.

Com o objetivo de consolidar o Recife como uma cidade com uma gestão eficiente, desburocratizada e que apresenta soluções inovadoras frente aos desafios urbanos e sociais, o prefeito eleito, João Campos, anunciou, nesta sexta-feira, 18 de dezembro, uma nova proposta de estrutura administrativa direta e indireta para a Prefeitura.

A sugestão reduz em 225 o atual número de cargos comissionados; estabelece a unificação de todos os licenciamentos, com a reunião desses processos numa mesma pasta; garante as bases para a implementação de um choque de gestão, promovendo uma transformação digital e uma ação permanente de atualização, por meio das áreas meios, da máquina pública. 

O Projeto de Lei (PL) com a proposta elaborada por João Campos foi encaminhado hoje pela gestão do prefeito Geraldo Julio à Câmara do Recife, devendo ser apreciado em plenário até o dia 22 deste mês.

A futura estrutura administrativa da Prefeitura do Recife contará com 18 secretarias municipais – uma a menos do que no organograma vigente; cria a Secretaria de Política Urbana e Licenciamento, a partir da fusão entre as pastas de Mobilidade e Planejamento Urbano,  concentrando todos os serviços com vistas à facilitação de processos.

A ideia é desburocratizar e assegurar agilidade para a realização de novos investimentos e o fortalecimento de negócios já existentes na capital pernambucana.

O novo formato também garante o reforço da eficiência da gestão, com a junção das Secretarias de Planejamento e Gestão e Administração e Gestão de Pessoas.

A nova pasta (Planejamento, Gestão e Transformação Digital)  reforçará a interação entre áreas afins, facilitando o acesso a serviços e elevando os níveis de resposta das iniciativas promovidas para a população, além da promoção de uma atualização contínua dos processos de gerenciamento interno.

João Campos também sugere o fortalecimento da gestão da prática esportiva na Prefeitura do Recife, com a criação de Secretaria de Esportes, que antes era uma  executiva vinculada a Turismo e Lazer.

A iniciativa dialoga com a proposta do prefeito eleito de assegurar mais elementos que possam contribuir para a promoção de cidadania e melhoria da qualidade de vida à população.

Com o novo desenho o prefeito João Campos contará também  com conjunto de órgãos de Assessoramento Imediato, a exemplo do Gabinete de Projetos Especiais, que seguirá coordenando a realização de iniciativas estruturadoras na cidade.

A Assessoria Especial e Representação Institucional e os Gabinetes de Imprensa e Comunicação também integram esse conjunto.

Confira, abaixo, a íntegra da nova proposta de estrutura administrativa da PCR:

Secretarias Municipais:

Secretaria de Finanças;
Secretaria de Governo e Participação Social;
Secretaria de Planejamento, Gestão e Transformação Digital;
Secretaria de Saúde;
Secretaria de Educação;
Secretaria de Desenvolvimento Econômico, Ciência, Tecnologia e Inovação;
Secretaria de Trabalho e Qualificação Profissional;
Secretaria de Turismo e Lazer;
Secretaria de Esportes;
Secretaria de Cultura;
Secretaria de Desenvolvimento Social, Direitos Humanos, Juventude e Políticas sobre Drogas;
Secretaria da Mulher;
Secretaria de Segurança Cidadã;
Secretaria de Habitação;
Secretaria de Saneamento;
Secretaria de Política Urbana e Licenciamento;
Secretaria de Meio Ambiente e Sustentabilidade;
Secretaria de Infraestrutura.

Órgãos de caráter permanente próprios de Estado:

Controladoria-Geral do Município;
Procuradoria-Geral do Município.

 Órgãos de Assessoramento Imediato:

Gabinete do Prefeito;
Gabinete da Vice-Prefeita;
Gabinete de Projetos Especiais;
Gabinete de Comunicação;
Gabinete de Imprensa;
Assessoria Especial e Representação Institucional.

Veja Mais 

>>>João Campos (PSB), é diplomado prefeito da cidade do Recife

socialista registrou o momento nas redes sociais.

“O tempo em que vivemos vai exigir muita ousadia, inovação e capacidade de unir as pessoas para vencer os desafios, que não são triviais”, afirmou João Campos, recém-diplomado, em seu discurso, veiculado ao vivo no canal do Youtube do Tribunal Regional Eleitoral de Pernambuco (TRE-PE).

No ato, também foram diplomados a vice-prefeita eleita, Isabella de Roldão (PDT), e os 39 vereadores da capital. A eleição de todos e a aptidão para a posse do cargo foram atestadas.

Além do governador de Pernambuco, Paulo Câmara (PSB), outros representantes de instituições estiveram participando da mesa de honra, assim como o prefeito Geraldo Júlio (PSB), que encerra o mandato neste ano.

“A eleição é a mais importante forma de expressão da soberania popular e cada um dos eleitos assume a missão de desempenhar os seus mandatos fitos nos interesses do Recife”, ressaltou o presidente do TRE, desembargador Frederico Neves.

Leia também:
>>> TRE-PE: João, Lupércio e Anderson serão diplomados de forma virtual

“A eleição cumpriu um papel determinante: o dever de não abrir mão da democracia, o que tem de mais sagrado em nosso país. E a política é a essência da civilidade, da relação de representação, da construção do coletivo e do poder transformador de qualquer sociedade”, frisou o prefeito agora diplomado, chamando atenção para a necessidade do fortalecimento das instituições democráticas e da política como instrumentos geradores das mudanças historicamente tão pedidas pelos cidadãos.

João Campos é diplomado prefeito do Recife.
João Campos é diplomado prefeito do Recife. Fotos: Rodolfo Loepert

“Quero agradecer aos mais de 447 mil recifenses que confiaram em nossa trajetória e deram a um jovem de 27 anos a oportunidade de governar a cidade. Que possamos olhar sempre para o passado não com saudade, mas como referência. E olhar para o futuro como espaço que queremos viver e construir. Miguel Arraes dizia que é importante ter dignidade para amanhecer todos os dias e construir, com muito trabalho, união, propósito e competência, aquele futuro que deve ser feito visando sempre o maior problema que temos, que é a desigualdade social”, disse João, mencionando também o ex-governador Eduardo Campos quando fazia a defesa de “inaugurar vida na vida das pessoas”.

 

 

Deixe seu comentário

WP2Social Auto Publish Powered By : XYZScripts.com
Enviar Mensagem
Entre no Grupo de WhatsApp do Portal