Investimentos

Tecnologia é aliada da Compesa para otimizar distribuição de água

A novidade da tecnologia adquirida se junta a mais um investimento importante da Compesa para assegurar a distribuição de água de forma adequada à população.

Para reforçar o abastecimento de água para os pernambucanos, a Compesa investe sistematicamente em tecnologia. A mais recente aquisição da Companhia no campo tecnológico foram 20 maletas Lamon, equipamentos utilizados internacionalmente para medição de vazão e pressão de redes de abastecimento. Em Pernambuco, a tecnologia está sendo aplicada nas estações de pitometria, ou seja, pontos de coleta de dados relativos ao abastecimento da Região Metropolitana do Recife (RMR) e interior. Os equipamentos são portáteis e têm capacidade de registro de dados por meio de programação e fornecimento de estatísticas de vazão e pressão das redes. Todo o acompanhamento pode ser feito à distância, por meio de um software, pela Coordenação de Macromedição da Compesa. Os novos equipamentos, orçados em R$ 600 mil, já estão em operação.

A novidade da tecnologia adquirida se junta a mais um investimento importante da Compesa para assegurar a distribuição de água de forma adequada à população. Nesta semana, a Companhia concluiu a instalação de um macromedidor de vazão de saída na Estação de Tratamento de Água Pirapama, o que permitiu elevar o índice de medições de vazão de saída das ETAs da RMR. A macromedição de vazão é uma etapa indispensável para o combate às perdas de água e, por isso, a importância do equipamento para garantir a confiabilidade do abastecimento.

Veja Mais 

>>>Prefeitura do Recife inicia Pré-Cadastro para estudantes novatos em 2021

O gerente de Controle Operacional da Compesa, Daniel Genuino, destaca o acompanhamento de tecnologias para o saneamento como diferencial da Companhia em termos de investimento. “Visando o bom desempenho da prestação dos serviços à população, é preciso sempre estar atento às tecnologias que vêm sendo desenvolvidas no mercado que são aplicáveis à nossa realidade de abastecimento. No caso das maletas de medição, são instrumentos que já trabalhamos, mas que na versão atual oferecem muito mais possibilidades na apresentação dos dados. Além disso, são equipamentos inteligentes que se sustentam por até seis meses sem necessidade de recarga, que otimizam a precisão das medições e garantem confiabilidade na gestão dos resultados”, explica Genuino.

 

Deixe seu comentário

WP2Social Auto Publish Powered By : XYZScripts.com
Enviar Mensagem
Entre no Grupo de WhatsApp do Portal