Hipocrisia

Mourão sobre retardar volta às aulas: “As pessoas vão para bares, mas não para aula”

Depois da portaria do Ministério da Educação pedindo a volta às aulas, reitores estão se manifestando contrários ao retorno das atividades.

O vice-presidente do Brasil, Hamilton Mourão (PRTB), afirmou na quinta-feira (3) que há uma “hipocrisia” na recusa de reitores a retomar as aulas presenciais em universidades federais.

“Isso é um assunto controverso porque acho que até tem certa hipocrisia. As pessoa saem para a rua, vão para bares, restaurantes, mas não podem ir para aula”, declarou o vice-presidente em sua chegada ao Planalto.

A declaração ocorre após o Ministério da Educação ter publicado na quarta-feira (2) uma portaria para determinar a retomada das aulas presenciais em universidades a partir de janeiro. No entanto, reitores estão se manifestando contrários ao retorno das atividades.

“Lá no Espírito Santo eles estão com aula presencial. Vai metade da turma em um dia, metade no outro, de modo que você tenha o distanciamento na sala de aula. Com boa vontade e a gente consegue”, acrescentou Mourão.

Ver mais: 

>> Ministério da Educação determina volta às aulas presenciais em janeiro

>> Alunos do ensino fundamental da rede privada voltam às aulas presenciais a partir desta terça (10)

>> Contra volta às aulas, professores da estadual de Pernambuco entram em greve nesta quarta (21)

Portaria

O Diário Oficial da União publica, na última quarta-feira (2), portaria do Ministério da Educação (MEC), determinando que instituições federais de ensino superior voltem às aulas presenciais, a partir de 4 de janeiro de 2021.

Para isso, as instituições devem adotar um “protocolo de biossegurança”, definido na Portaria MEC nº 572, de 1º de julho de 2020, contra a propagação do novo coronavírus (covid-19).janeiro, Ministério da Educação determina volta às aulas presenciais em janeirojaneiro, Ministério da Educação determina volta às aulas presenciais em janeiro

O documento do Ministério estabelece ainda a adoção de recursos educacionais digitais, tecnologias de informação e comunicação ou outros meios convencionais, que deverão ser “utilizados de forma complementar, em caráter excepcional, para integralização da carga horária das atividades pedagógicas”.

Deixe seu comentário

WP2Social Auto Publish Powered By : XYZScripts.com
Enviar Mensagem
Entre no Grupo de WhatsApp do Portal