Aumento

Conta de luz ficará mais cara em dezembro; Saiba quanto

A Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel) reativou o sistema de bandeira tarifárias e definiu a bandeira vermelha patamar 2 para o mês de dezembro.

Em maio deste ano, em razão da pandemia de covid-19, a Aneel havia decidido manter a bandeira verde na ,conta de luz, acionada até 31 de dezembro deste ano. Entretanto, em reunião extraordinária ontem (30), a diretoria do órgão avaliou que a queda no nível de armazenamento dos reservatórios das usinas hidrelétricas e a retomada do consumo de energia justificavam o aumento.

O sistema de bandeiras tarifárias foi criado em 2015 como forma de recompor os gastos extras com a utilização de energia de usinas termelétricas, que é mais cara do que a de hidrelétricas. A cor da bandeira é impressa na conta de luz (vermelha, amarela ou verde) e indica o custo da energia em função das condições de geração.

Quando chove menos, por exemplo, os reservatórios das hidrelétricas ficam mais vazios e é preciso acionar mais termelétricas para garantir o suprimento de energia no país. Segundo a Aneel, a bandeira tarifária não é um custo extra na conta de luz, mas uma forma diferente de apresentar um valor que já está na conta de energia, mas que geralmente passa despercebido.

Veja Mais

Após 22 dias de apagão, energia elétrica é restabelecida no Amapá

 

Ministério de Minas e Energia (MME) comunicou que 100% da energia elétrica foi restabelecida no Amapá, estado que sofreu um apagão por 22 dias e que o funcionamento da energia estava sendo sob rodízio. No dia 3 de novembro, um transformador na subestação pegou fogo, o que ocasionou a falta de luz. Um novo blecaute atingiu o estado no dia de 17 de novembro. Os apagões também contribuíram para a falta da água, falta de internet e falta de alimentos.

“100% do fornecimento de energia elétrica no Estado do Amapá foi restabelecido com a energização do 2o transformador na subestação Macapá nesta terça-feira (24/11).” comunicou a pasta via Twitter na manhã de hoje.

A Companhia de Eletricidade do Amapá (CEA) também enviou um comunicado à imprensa avisando sobre a retomada da energia.

“O rodízio do fornecimento de energia foi oficialmente encerrado. […] Com este transformador operando, o fornecimento foi garantido em 100% para atender os 13 municípios que foram afetados com o acidente na Subestação Macapá no dia 3 de Novembro”, declarou a CEA, em nota.

 

O rodízio na região estava sendo possível por causa dos geradores termoelétricos. No último sábado (21), o presidente Jair Bolsonaro (sem partido) visitou o Amapá para verificar os equipamentos. A promessa inicial era de que os geradores iriam garantir 100% da energia elétrica, o que não aconteceu.

A Justiça Federal chegou a autorizar o direito de pagamento de mais duas parcelas de R$ 600 do auxílio emergencial aos moradores mais carentes do Amapá.

 

Deixe seu comentário

WP2Social Auto Publish Powered By : XYZScripts.com
Enviar Mensagem
Entre no Grupo de WhatsApp do Portal