Fracasso

Com derrotas no Rio e em Fortaleza, Bolsonaro não elege nenhum candidato em capitais

O presidente declarou apoio a seis candidatos nas capitais brasileiras, mas as derrotas de Crivella no Rio e Capitão Wagner em Fortaleza, impõe derrotas a Bolsonaro nas eleições municipais.

O presidente Jair Bolsonaro obteve derrotas com os dois candidatos a prefeito apoiados pelo por ele e que disputavam o 2º turno na eleição deste domingo (29). No primeiro turno, quatro candidatos de capitais que foram apoiados pelo presidente foram derrotados e nem conseguiram chegar ao segundo turno.

Na reta final da campanha eleitoral, Bolsonaro fez “lives” no Palácio Alvorada para pedir votos para 13 candidatos a prefeito, além de outros candidatos a vereador e uma candidata ao Senado por MT.

Entre os pedidos para Prefeitura, seis foram de capitais brasileiras e outros 7 de municípios espalhados pelo Brasil. Com um total de 13 candidatos apoiados, apenas dois venceram suas disputas. Foram Gustavo Nunes (PSL) em Ipatinga-MG e Mão Santa (DEM) no município de Parnaíba-PI.

Todos os 11 candidatos apoiados perderam seus pleitos e impuseram uma derrota ao presidente. Das 11 derrotas, seis foram em capitais, fazendo que Bolsonaro não elegesse nenhum prefeito de capital.

Ver mais:

>> Pesquisas mostram que apoio de Bolsonaro não eleva crescimento de candidatos

>> Apoio de Bolsonaro provoca queda de Delegada Patrícia no Recife

>> Em postagem no Facebook, Bolsonaro declara apoio a Patrícia Domingos

No primeiro turno, quatro já foram derrotados: Celso Russomano (Republicanos) em São Paulo-SP, a Delegada Patrícia (Podemos) no Recife, Bruno Engler (PRTB) em Belo Horizonte-MG e Coronel Menezes (Patriota) em Manaus-AM.

Marcelo Crivella (Republicanos) no Rio e Capitão Wagner (PROS) em Fortaleza foram ao segundo turno, mas acabaram derrotados neste domingo (29).

Crivella, atual prefeito do Rio de Janeiro perdeu para Eduardo Paes (DEM) por uma diferença de quase 30 pontos. Enquanto o atual prefeito teve 35,93% (913,.700 votos), o prefeito eleito teve 64,07% (1.629.319 votos).

Em Fortaleza (CE), a diferença foi mais apertada e o capitão Wagner (PROS), perdeu no segundo turno por Sarto (PDT) por uma diferença de quatro pontos. Sarto teve 51,69% (668.652 votos), enquanto Wagner teve 48,31% (624.892 votos).

Fora das capitais, os candidatos apoiados por Bolsonaro que também perderam foram: Ivan Sartor (PSD) em Santos-SP, Oscar Rodrigues (MDB) em Sobral-CE, Doutor Serginho (Republicanos) em Cabo Frio-RJ, Morgana Macena (MDB) em Cabedelo-PB e Júlia Zanatta (PL) em Criciúma-SC.

Deixe seu comentário

WP2Social Auto Publish Powered By : XYZScripts.com
Enviar Mensagem
Entre no Grupo de WhatsApp do Portal