Crime eleitoral

Paulista: MPPE pede prisão de mesária por orientar eleitores a votar em candidato específico

Além da mesária, outras três pessoas foram detidas por crimes eleitorais em Paulista.

O Ministério Público do Estado de Pernambuco (MPPE) por meio das promotoras eleitorais Rafaela Melo e Julieta Batista, solicitou a prisão de uma mesária na Escola Estadual Maria Alves Machado, em Maranguape II, 114ª Zona Eleitoral, na seção 99, no município do Paulista, por orientar eleitores a votarem em um candidato específico.

Além dela, outras 3 pessoas também foram detidas em Paulista. “Em frente ao mesmo Colégio Eleitoral, duas pessoas foram presas por realizar aglomerações. Além disso, foi identificado cidadão realizando boca de urna, com distribuição de santinhos e dinheiro para eleitores. Ele também foi encaminhado à delegacia para assinar Termo Circunstanciado de Ocorrência”, informou o MPPE.

A identidade da mesária não foi revelada. Ainda de acordo com o órgão, ela tem 51 anos e foi conduzida pela Polícia Militar até a delegacia.

Deixe seu comentário

WP2Social Auto Publish Powered By : XYZScripts.com
Enviar Mensagem
Entre no Grupo de WhatsApp do Portal