Pesquisa

RealTime Big Data: João e Marília têm 50% dos votos válidos cada um, em Recife

Neste caso, desconsideram-se as respostas que apontaram votos nulos ou brancos.

Pesquisa do Instituto Real Time Big Data/CNN Brasil mostra que os candidatos à Prefeitura de Recife Marília Arraes (PT) e João Campos (PSB) estão empatados com 50% dos votos válidos cada um.

Votos válidos para a Prefeitura de Recife

Marília Arraes (PT): 50%
João Campos (PSB): 50%

Neste caso, desconsideram-se as respostas que apontaram votos nulos ou brancos.

A pesquisa tem o número de registro PE03134/2020 e a coleta foi feita nos dias 26 e 27 de novembro. Foram entrevistadas 1.050 pessoas, por telefone, com entrevistadores humanos.

A margem de erro é de 3 pontos, para mais ou para menos, e o nível de confiança é de 95%.

O levantamento identificou ainda que Marília Arraes (PT) tem rejeição de 36%, enquanto João Campos (PSB) tem rejeição de 32%. Há ainda 16% que afirmaram que não votariam em nenhum dos candidatos e outros 14% que poderiam votar em ambos. Outros 2% não souberam responder. 

A pesquisa questionou ainda sobre a convicção dos entrevistados: 86% afirmaram que estão convictos do voto e não mudarão sua escolha, enquanto 10% afirmaram que podem mudar. Já 3% afirmaram terem grandes chances de mudar o voto. Apenas 1% dos entrevistados não soube responder.

Gênero e idade

Com a margem de erro de 3 pontos, os candidatos estão tecnicamente empatados na comparação por gênero. Na pesquisa estimulada e incluindo brancos e nulos, Marília Arraes aparece numericamente à frente de João Campos entre os homens: ela atinge 39% e Campos, 36%.

Marília Arraes aparece atrás na intenção de voto feminino, com 38% ante 40% de João Campos. 

Marília Arraes lidera entre os mais jovens (16 a 24 anos), com 41%, ante 33% de Campos. Ela lidera também na faixa etária de 25 a 34 anos, com 45% ante 32% de Campos e também entre os eleitores entre 35 a 44 anos de idade, com 42% ante 35% de Campos.

Os dois candidatos empatam na margem de erro na faixa de 45 a 54 anos de idade. Marília Arraes atinge 36% ante 41% de Campos.

João Campos supera Marília Arraes na faixa de eleitores com mais de 60 anos, com 47% ante 30%.

No recorte por religião, Marília Arraes lidera entre os sem religião (54% ante 22,5%) e outras religiões (44% ante 22%) e empata na margem de erro com João Campos entre católicos (ele atinge 41% e ela, 39%). João Campos lidera entre os evangélicos, com 51%, ante 24% de Marília Arraes.

Os candidatos estão tecnicamente empatados entre os eleitores com ensino fundamental e ensino médio. João Campos tem 42%, ante 40% da adversária em relação aos eleitores com ensino fundamental. Entre os eleitores com ensino médio, ele atinge 39% e Marília Arraes, 36%.

Marília Arraes lidera entre eleitores com ensino superior, com 41% ante 34% de João Campos.

Já em renda há empate técnico entre os que ganham até dois salários e entre os que ganham acima de cinco.

Entre os que ganham até dois salário mínimos, João Campos tem 41% e Marília Arraes, 36%. Entre os que ganham de 2 a 5 salários, Marília Arraes tem 44% e Campos, 37%. Já entre os que ganham mais de 5 salários, Marília Arraes atinge 38% e João Campos, 35%.

Primeiro turno

Com 100% das urnas totalizadas na capital pernambucana, Campos teve 29,15% (233.028) dos votos, contra 27,95% (223.248) de Arraes no primeiro turno, realizado no último domingo (15).

Ambos receberam mais votos e, por isso, passaram para o segundo turno, que ocorre amanhã, dia 29 de novembro.

Mendonça Filho (DEM) ficou em terceiro, com 25,11% dos votos, seguido pela Delegada Patrícia (PODE), com 14,06%; Carlos (PSL) teve 1,74%; Coronel Feitosa (PSC), 1,18%; Charbel (NOVO), 0,48%; Thiago Santos (UP), 0,15% e Cláudia Ribeiro (PSTU), 0,15%.

Fonte: CNN Brasil 

Deixe seu comentário

WP2Social Auto Publish Powered By : XYZScripts.com
Enviar Mensagem
Entre no Grupo de WhatsApp do Portal