Explicação

PSB ingressa com interpelação judicial contra Túlio Gadêlha no STF

A notificação pede para que Gadêlha explique as acusações feitas contra o partido.

O PSB apresentou, nesta terça-feira (24), perante o Supremo Tribunal Federal (STF), interpelação judicial contra o deputado federal Túlio Gadêlha (PDT), para que ele esclareça em juízo as inverídicas acusações que fez contra o partido. No dia 22, pela rede social Twitter, Túlio Gadêlha afirmou que o ex-chefe de gabinete dele teria sido procurado pela coordenação de campanha do PSB, para negociar seu silêncio.

No mesmo dia, Rafael Bezerra, então chefe de gabinete do parlamentar, utilizou a mesma rede social para desmentir o deputado e anunciar que estava deixando o gabinete por conta das acusações.

O PSB vai exigir que Túlio comprove judicialmente o que postou na internet. “Isto porque o mandato legislativo não pode ser um cheque em branco para o cometimento de crimes contra a honra das pessoas”, afirma o texto protocolado pelo partido.

Da redação do portal com informações da assessoria

Zambelli pede investigação contra Marília Arraes e Túlio Gadelha

A deputada bolsonarista Carla Zambelli (PSL) usou as redes sociais para pedir investigações aos deputados federais Marília Arraes e Túlio Gadelha.

Zambelli disse nas redes sociais que acionou a PGR para pedir investigação contra os parlamentares, tendo como objeto o áudio vazado pela Revista Veja.

O deputado federal disse que houve truncagem das falas e negou irregularidades. Marília Arraes preferiu não comentar.

Ver mais: 

>> Veja: MP pede que Marília Arraes devolva R$ 156 mil aos cofres públicos

>> Eduardo Bolsonaro e Carla Zambelli são investigados por ataques contra a Justiça Eleitoral

>> Justiça rejeita pedido de Marília Arraes para barrar informação de que ela não enviou emendas para o Recife

Deixe seu comentário

WP2Social Auto Publish Powered By : XYZScripts.com
Enviar Mensagem
Entre no Grupo de WhatsApp do Portal