Esclarecimentos

Ciro sobre encontro com Lula: “Não superamos o desentendimento, mas restauramos o diálogo”

Pedetista negou que desavenças com Lula tenham sido pessoais, mas sim, por questões políticas.

O ex-ministro Ciro Gomes (PDT) concedeu, na manhã desta segunda-feira (23), uma entrevista ao programa Passando a Limpo da Rádio Jornal, onde falou sobre seu recente encontro com o ex-presidente Lula (PT). “Não superamos o desentendimento, mas restauramos o diálogo”, disse o pedetista.

“Nós conversamos depois de quase dois anos de desentendimento profundo. Não superamos o desentendimento, mas restauramos o diálogo. Ele me convidou para conversar, e eu acho que política a gente faz conversando, dialogando, mesmo que eu tenha entrado com as mesmas ideias e saído com as mesmas convicções, e ele certamente entrou com as mesmas convicções que saiu. Mas resolvemos tratar nossas diferenças de forma franca, aberta e sincera, pensando na questão do Brasil.”

O encontro ocorreu em outubro  e aconteceu por intermédio do governador do Ceará, Camilo Santana. Ciro negou que a desavença com Lula tenha sido pessoal, mas sim, por razões políticas. Ele citou erros cometidos pelo PT e por Lula, como por exemplo, a indicação de Dilma Rousseff para suceder o líder petista.

“Eu acho apenas que o Lula, com a imprudência dele, quando impôs a Dilma, para continuar mandando, e a Dilma sem nenhuma experiência, se agarra com a economia mais atrasada, a corrupção generalizada que, infelizmente, não dá pra ser escondida. O Palocci era braço direito do Lula. Isso daí criou as condições no Brasil para o povo brasileiro, por desespero, por raiva, por frustração, e eu compreendo com a minha alma, votar neste absurdo que está se revelando ser o Bolsonaro”, ponderou.

No Recife, Ciro Gomes destaca importância da vitória de João e Isabella

Depois de visitar quatro bairro da Zona Norte do Recife ao lado do ex-ministro Ciro Gomes (PDT), o candidato a prefeito do Recife pela Frente Popular do Recife, deputado federal João Campos (PSB), participou de um ato com a militância na Zona Sul do Recife com Ciro.

No encontro, o pedetista deu um longo depoimento do peso político da vitória de João Campos e Isabella de Roldão no próximo dia 29 para a política nacional. Além de Ciro, o presidente nacional do PDT, Carlos Lupi, também participou da atividade, assim como o presidente estadual Wolney Queiroz.

“O Brasil inteiro está olhando para o Recife e nós brasileiros precisamos muito que vocês ajudem. Não só a escolher um grande prefeito, mas ajudem a gente a colocar um ponto final na radicalização política, no ódio, na falta de respeito à moral popular”, declarou Ciro.

Deixe seu comentário

WP2Social Auto Publish Powered By : XYZScripts.com
Enviar Mensagem
Entre no Grupo de WhatsApp do Portal