Agenda

Bolsonaro fará visita ao Amapá neste sábado (21) para tratar do caos elétrico no estado

A viagem está programada para hoje à tarde, segundo informou o Palácio do Planalto.

Com mais de 20 dias de apagão no Amapá, o presidente da República Jair Bolsonaro (sem partido) fará uma visita à região, para tratar do caos elétrico que afeta o estado. A viagem será neste sábado (21) à tarde, segundo informações do Palácio do Planalto.

O presidente havia sido cobrado por autoridades para que ele acompanhasse de perto o problema. O primeiro apagão ocorreu no último dia 3 de novembro e afetou a energia elétrica de 90% do estado do Amapá. A população também vem sofrendo com problemas na oferta de água.

Na quinta-feira (19), o presidente do Senado, Davi Alcolumbre reuniu-se com presidente da República, Jair Bolsonaro, para discutir soluções para a crise energética.

“A situação do Amapá é dramática e as pessoas estão sofrendo. Expus ao presidente Bolsonaro a urgência de um auxílio extraordinário que possa recompor parte do prejuízo e dos estragos que a população vem amargando”, disse Alcolumbre na ocasião.

Ver mais:

>> Projeto que indeniza população do Amapá por apagão vai à Câmara

>> Aprovação de Bolsonaro chega a 41%, maior alta em quase 2 anos; desaprovação cai para 31%

Aneel autoriza contratação de duas termelétricas para o Amapá

Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel) autorizou a liberação operacional, em caráter excepcional, de duas usinas termelétricas para abastecer o estado do Amapá, que passa por problemas de energia desde o dia 3 de novembro, quando um apagão atingiu o estado.Aneel, Aneel autoriza contratação de duas termelétricas para o AmapáAneel, Aneel autoriza contratação de duas termelétricas para o Amapá

Segundo o despacho da Aneel, publicado nesta sexta-feira (20) no Diário Oficial da União, as usinas poderão comercializar 45 megawatts (MW) de energia para o estado. A liberação para a produção comercial começa a partir de amanhã (21).

A contratação atende a uma determinação do Ministério de Minas e Energia (MME), que autorizou a medida, “de forma célere, excepcional e temporária”, de geração de energia elétrica no montante de até 150 MWs, na cidade de Macapá, no Amapá, por até 180 dias. A expectativa é que a entrada em operação das usinas contribua para normalizar o abastecimento de energia no estado.

Deixe seu comentário

WP2Social Auto Publish Powered By : XYZScripts.com