Fake news

TSE: mais de mil contas de aplicativos foram banidas por disparos em massa

O banimento foi feito após o tribunal receber denúncias de disseminação de conteúdos falsos no primeiro turno das eleições municipais.

O Tribunal Superior Eleitoral (TSE) informou hoje (19) que mais de mil contas do aplicativo WhatsApp foram banidas por suspeitas de disparo em massa, conduta proibida no processo eleitoral. O banimento foi realizado após o tribunal receber denúncias de disseminação de conteúdos falsos durante o primeiro turno das eleições municipais.TSE, TSE: mais de mil contas de aplicativos foram banidas por disparos em massaTSE, TSE: mais de mil contas de aplicativos foram banidas por disparos em massa

Segundo o TSE, entre 27 de setembro e 15 de novembro, 4.630 denúncias foram encaminhas à plataforma para verificação de violação dos termos de serviço do aplicativo.

No início da campanha, o tribunal lançou uma plataforma de denúncias. Para informar sobre mensagens suspeitas, basta preencher um formulário, que está disponível no site do TSE.

O segundo turno das eleições será realizado no dia 29 de novembro. O pleito ocorrerá em 57 cidades espalhadas pelo país, das quais 18 são capitais.

Agência Brasil 

TSE marca eleição em Macapá para 6 e 20 de dezembro

O plenário do Tribunal Superior Eleitoral (TSE) decidiu hoje (19), por unanimidade, marcar a eleição municipal em Macapá para os dias 6 de dezembro, em primeiro turno, e 20 de dezembro, em segundo turno, se houver.TSE, TSE marca eleição em Macapá para 6 e 20 de dezembroTSE, TSE marca eleição em Macapá para 6 e 20 de dezembro

Macapá é a única cidade brasileira que não foi às urnas no último domingo (15) para escolher o novo prefeito e os vereadores. O adiamento foi determinado pela Justiça Eleitoral na semana passada, em decorrência da calamidade pública causada pelo apagão no estado. As novas datas, porém, foram marcadas apenas nesta quinta-feira (18).

Num primeiro momento, o segundo turno seria realizado em 27 de dezembro, mas o Tribunal Regional Eleitoral do Amapá (TRE-AP) solicitou a antecipação para 20 de dezembro, para evitar votação entre o Natal e o Ano Novo. O plenário da corte local aprovou ontem (18) as novas datas. A proposta foi aceita pelos ministros do TSE, após sinal verde da área técnica do tribunal.

Pela resolução aprovada nesta quinta, as prestações de contas de candidatos e partidos deverão ser apresentadas até 26 de dezembro. Os gastos, a arrecadação e a divulgação de campanha podem prosseguir até os prazos usuais antes da votação, consideradas as novas datas.

Agência Brasil

Deixe seu comentário

WP2Social Auto Publish Powered By : XYZScripts.com