Cobrança

Alcolumbre cobra providências e pede ações do governo federal no Amapá

O presidente do Senado reuniu-se com Bolsonaro, para discutir soluções para a crise energética e seus efeitos sobre a população do Amapá.

Na tarde de quinta-feira (19), o presidente do Senado, Davi Alcolumbre, reuniu-se com presidente da República, Jair Bolsonaro, para discutir soluções para a crise energética e seus efeitos sobre a população do Amapá, que vem sofrendo com o apagão.

Na sequência, Davi Alcolumbre encontrou-se com o ministro da Economia, Paulo Guedes, que afirmou que há “ferramentas e saídas disponíveis” para ajudar o Amapá em decorrência da tragédia energética.

“A situação do Amapá é de calamidade. O estado vive uma tragédia, e é preciso uma ação do governo federal para mitigar os prejuízos da população. Há saídas e mecanismos para isso”, afirmou o ministro.

Ver mais: 

>> Alcolumbre realiza reunião para discutir a volta da energia no Amapá

>> Alcolumbre defende cassação de concessionária por apagão no Amapá

>> Alcolumbre pretende mudar regimento do Senado para se reeleger

Ao presidente Bolsonaro, Davi fez um relato sobre as  dificuldades por que passam os amapaenses.

“A situação do Amapá é dramática e as pessoas estão sofrendo. Expus ao presidente Bolsonaro a urgência de um auxílio extraordinário que possa recompor parte do prejuízo e dos estragos que a população vem amargando”, disse Davi.

O presidente do Senado chamou Bolsonaro para ver de perto a situação no Amapá. A data não está confirmada, mas a expectativa é de que o chefe do Executivo desembarque em Macapá ainda neste sábado (21).

No Amapá, cidades sofrem novo apagão total

O Amapá registrou um novo apagão total na noite de terça-feira (17), por volta das 20h30, atingindo as 13 das 16 cidades do estado que já estavam com fornecimento racionado por causa do blecaute ocorrido em 3 de novembro.

O Operador Nacional do Sistema Elétrico (ONS) confirmou que houve novo desligamento no Amapá e que está trabalhando para restabelecer a totalidade das cargas no estado o mais breve possível.

Moradores de bairros de Macapá relataram que o fornecimento começou a ser retomado por volta de 22h40, mas apresentando oscilações e falhas. Após o apagão, apenas hospitais, órgãos públicos e estabelecimentos comerciais com geradores não tiveram interrupção.

Também em nota, a Eletronorte informou que ocorreu um desligamento da Usina Hidrelétrica Coaracy Nunes, que está fornecendo parte do abastecimento ao Amapá, em decorrência de “um evento externo à usina, provavelmente no sistema de distribuição de energia elétrica”.

Da redação do Portal com informações da Agência Senado

Deixe seu comentário

WP2Social Auto Publish Powered By : XYZScripts.com