Críticas

Daniel Coelho: “Como alguém eleito por esse sistema eleitoral pode dizer que ele foi fraudado?”

Deputado federal criticou parlamentares que estão questionando sobre a confiabilidade do sistema eleitoral.

O deputado federal Daniel Coelho, presidente estadual do Cidadania, criticou os parlamentares que vêm questionando o resultados das eleições municipais do último domingo, levantando suspeitas de que o sistema teria sido fraudado. Na visão do parlamentar, “quem perde tem a obrigação moral de reconhecer que foi derrotado pela falta de voto e não atacar o sistema democrático”.

“Não sou contra qualquer tipo de fiscalização. Quer fazer auditoria, que faça auditoria. Mas não podemos contestar a democracia que formou essa casa. Como alguém que foi eleito por esse sistema está dizendo que o sistema é fraudado?”, questionou Daniel Coelho. “Se um deputado aqui está dizendo que o sistema é fraudado, renuncie o mandato, porque perde a legitimidade para aqui estar”.

Na visão do presidente estadual do Cidadania, o sistema eleitoral tem sido importante por promover a alternância de poder. “Tivemos a eleição de Fernando Collor, tivemos a eleição de Fernando Henrique Cardoso, tivemos a eleição de Lula, tivemos a eleição de Dilma, tivemos a eleição de Bolsonaro. Partidos diferentes de diferentes matrizes ideológicas. O que demonstra a solidez da democracia brasileira”.

Ver mais:

>> Bolsonaro aponta derrota “histórica” da esquerda e promete sistema eleitoral aperfeiçoado em 2022

Daniel finalizou dizendo que “quem perde tem a obrigação moral de reconhecer que foi derrotado pela falta de voto e não atacar o sistema democrático”. “As urnas falaram. Vamos aprender com elas. Está muito nítido o que foi dito em cada município como vontade popular. E se há de se contestar o resultado dessas eleições, que se conteste o resultado das eleições anteriores. Porque a sensação que passa é de que as urnas só funcionam quando você vence a eleição. Quando perde, aí tá tudo errado, aí foi fraude. Este princípio e este tipo de discurso não pode ser alimentado em um país que quer fortalecer a sua democracia”, concluiu.

Da redação do portal com informações da assessoria

Deixe seu comentário

WP2Social Auto Publish Powered By : XYZScripts.com