Desfiliação

Prefeito de Limoeiro anuncia desfiliação do PSB após derrota nas urnas

O atual prefeito ainda afirmou no requerimento que deixa a legenda “por motivos de ordem pessoal”.

O atual prefeito de Limoeiro, João Luís Ferreira Filho, foi derrotado no último domingo (15) no pleito municipal em que ficou no terceiro lugar e não conseguiu a reeleição. João Luís solicitou nesta terça-feira (17/11) a desfiliação do Partido Socialista Brasileiro (PSB).

Em ofício enviado ao presidente da legenda, Sileno Guedes, e à Justiça Eleitoral, o gestor informa que a decisão é “em caráter irrevogável e irretratável”.

“Após 20 anos de militância em defesa das transformações sociais e das liberdades civil e política venho requerer a minha desfiliação deste partido”, completa João Luís.

Joãozinho não deve ter ficado nada satisfeito com o agora antigo partido. Talvez esperasse mais do PSB no que se refere à sua tentativa de reeleição.

Com a saída de Joãozinho, o PSB perde uma importante liderança em Limoeiro.

Ver mais:

>> PT de Limoeiro quer expulsão de Marília Arraes, após ela pedir votos para candidato bolsonarista

Eleição 

O prefeito eleito em Limoeiro foi Orlando Jorge, do Podemos. Ao fim da apuração, Orlando teve 38,16% dos votos. Foram 12.465 votos no total.

Veja o resultado após o fim da apuração:

  • Orlando Jorge (Podemos): 38,16%
  • Marcelo Motta (Avante): 32,44%
  • Joãozinho (PSB): 26,46%
  • Rosejara Ramos (Solidariedade): 2,94%
  • Abstenções: 16,55%
  • Brancos: 2,46%
  • Nulos: 5,88%

Orlando tem 59 anos, é casado, tem ensino superior completo e declara ao TSE a ocupação de servidor público municipal. Ele tem um patrimônio declarado de R$ 2.039.581,66. O vice é Zé de Nena, do PTB, que tem 45 anos.

Os dois fazem parte da coligação O Melhor para Nossa Gente, formada pelos partidos Republicanos, PTB, PSL, Podemos, DEM, PSDB e PSD.

Deixe seu comentário

WP2Social Auto Publish Powered By : XYZScripts.com