Operação

PF investiga servidores da Receita Federal suspeitos de receber propina

Os alvos também estão sendo investigados por lavagem de dinheiro.

A Polícia Federal (PF) cumpre nesta quarta-feira (18) 46 mandados de busca e apreensão em endereços ligados a servidores da Receita Federal.

Segundo a PF, os alvos da operação são suspeitos de receber dinheiro de empresários para evitar fiscalizações ou para que as multas fossem emitidas com valores inferiores ao devido.PF, PF investiga servidores da Receita Federal suspeitos de receber propinaPF, PF investiga servidores da Receita Federal suspeitos de receber propina

A Operação Armadeira 2 tem o apoio da Corregedoria da 7ª Região Fiscal da Receita Federal e do Ministério Público Federal (MPF). A PF também investiga lavagem do dinheiro ilegal supostamente recebido pelos fiscais.

Ver mais: 

>> PF faz operação para combater fraudes no auxílio emergencial

>> Esquema criminoso envolvendo desembargadores de Minas são investigados pela PF e MPF

>> Blogueiro bolsonarista Oswaldo Eustaquio, volta a ser preso pela PF

Os mandados de busca e apreensão foram expedidos pela 7ª Vara Federal Criminal do Rio de Janeiro. Cerca de 150 policiais federais cumprem os mandados nas cidades do Rio de Janeiro, Nova Iguaçu, Niterói, Silva Jardim e Teresópolis.

Entre as apreensões já divulgadas pela Polícia Federal estão joias e dinheiro em espécie.

Operação Resiliência 

A Polícia Federal (PF) também deflagrou nesta quarta (18) a Operação Resiliência, em Brasília, com o objetivo de “desmantelar uma “organização criminosa especializada no cometimento de fraudes no auxílio emergencial”, criado pelo governo federal.PF, PF faz operação para combater fraudes no auxílio emergencialPF, PF faz operação para combater fraudes no auxílio emergencial

Segundo os investigadores, há indícios de que o grupo tem envolvimento com outras práticas criminosas, como tráfico de drogas e fraudes com o Fundo de Garantia do Tempo de Serviço (FGTS) e com benefícios do Instituto Nacional do Seguro Social (INSS).

Cerca de 80 policiais cumpriram 14 mandados de busca e apreensão. De acordo com a PF, as investigações tiveram início após a identificação de criminosos que recebiam o auxílio, criado com o objetivo de assegurar uma renda mínima para a população durante a pandemia do novo coronavírus, de forma fraudada.

Da redação do Portal com informações da Agência Brasil

Deixe seu comentário

WP2Social Auto Publish Powered By : XYZScripts.com