Apoio

Deputados Eriberto Medeiros e Eduardo da Fonte divulgam R$ 20 milhões para Barragem de Jucazinho

Informação foi repassada pelo coordenador do DNOCS, coronel Edilson Monteiro, em reunião com parlamentares na Alepe, na última terça-feira (17).

O presidente da Assembleia Legislativa de Pernambuco, deputado Eriberto Medeiros (PP), recebeu na terça-feira, 17 de novembro o coordenador do DNOCS em Pernambuco, coronel Edilson Monteiro, junto com o deputado federal Eduardo da Fonte (PP).

Na reunião, atendendo solicitação dos deputados, Monteiro anunciou que haverá a retomada da obra do plano de segurança da barragem de Jucazinho. Os recursos, na ordem de R$ 20 milhões, já estão disponíveis para dar início aos trabalhos.

Uma visita dos representantes do DNOCS a Jucazinho será feita nesta quarta-feira (18), para definir a retomada das obras.

O plano de segurança é uma série de intervenções para proteger a barragem do risco de rompimento, dando mais tranquilidade aos moradores do entorno. A prefeita de Cumaru, Mariana Medeiros (PP), estará presente, para que a gestão esteja a par das ações, uma vez que a barragem atende o abastecimento do município.

No encontro, também foi discutida a execução de R$ 7 milhões em emendas parlamentares no DNOCS. O coordenador do órgão anunciou que está sendo encaminhada a aquisição de tratores e a perfuração de poços artesianos, beneficiando a população e a agricultura familiar nos municípios do interior do Estado.

Proposta

O deputado federal Eduardo da Fonte (PP-PE) protocolou o PL 5065/20 que altera a base de cálculo de reajuste do valor da tarifa de energia elétrica, tornando a conta mais vantajosa para os consumidores. Hoje, uma das bases de cálculo usada pela ANEEL é o IGP-M, que deve fechar o ano com alta de 20%.

O deputado propõe a inclusão do IPCA, estimado para subir 2,5%, e estabelece que o cálculo deve ser feito considerando o índice que for mais vantajoso para o usuário.

“Não podemos aceitar esse índice tão alto do IGP-M pressionando a tarifa. Nossa proposta deixa o cálculo mais próximo da realidade do brasileiro. As famílias não têm condições de suportar um reajuste tão elevado, especialmente nesse momento difícil que estamos atravessando”, explica Eduardo da Fonte.

Leia também:

>>> Eduardo da Fonte solicita ao governador para baixar preço de medicamento mais caro do mundo
>>> Eduardo da Fonte solicita criação de banco de leite em Quipapá

O parlamentar destaca ainda que acionou o governo federal e a própria ANEEL para barrar o reajuste descolado da realidade e da inflação oficial.

“Esse aumento fora da realidade da conta de luz com certeza trará agravamento da crise social que o Brasil está passando”, ponderou Eduardo da Fonte.

Da redação do Portal com informações da assessoria do deputado

Deixe seu comentário

WP2Social Auto Publish Powered By : XYZScripts.com