Gênero

Prefeito decide remover uso dos termos masculino e feminino

Gestor afirmou que a linguagem dos documentos que orientam a cidade deve refletir no cotidiano da comunidade.

Na cidade de Portland, nos Estados Unidos da América, o prefeito, TED Wheeler, fez uma publicação no Twitter anunciando que removeria os termos masculinos e femininos da Carta da Cidade. A publicação foi feita na rede social no dia 11 de novembro.

O documento que o gestor da cidade americana cita define poderes, funções e procedimentos e a organização essenciais para um governo nos Estados Unidos, tornando-se o documento mais importante de qualquer município.

“Hoje, o Conselho autorizou o Auditor da Cidade a remover os termos feminino e masculino da Carta da Cidade. Este passo importante ajudará a tornar nossos documentos mais inclusivos para todas as identidades de gênero.”, afirmou o prefeito.

Além da declaração, TED Wheeler também afirmou no Twitter que a linguagem dos documentos que orientam a cidade deve refletir no cotidiano da comunidade.

Vitória

O presidente eleito dos Estados Unidos (EUA), Joe Biden, consolidou sua vitória eleitoral conquistando o estado crucial do Arizona na noite de quinta-feira (12), mas a transição de seu governo continua em um limbo político porque o presidente, Donald Trump, se recusa a aceitar a derrota.Estados, Nos Estados Unidos, Biden consolida vitória no ArizonaEstados, Nos Estados Unidos, Biden consolida vitória no Arizona

Projeções mostraram Biden vencendo no Arizona, depois de mais de uma semana de contagem de votos, disse a consultoria Edison Research. Ele se tornou somente o segundo candidato presidencial democrata em sete décadas a vencer no estado tradicionalmente republicano.

O triunfo de Biden no Arizona dá ao democrata 290 votos no Colégio Eleitoral, que determina o vencedor – mais do que os 270 necessários. Biden também está vencendo a votação popular por mais de 5,3 milhões de votos, ou 3,4 pontos percentuais.

Polêmica

Após a imprensa norte-americana declarar o democrata Joe Biden como presidente eleito do país, o atual presidente dos Estados Unidos da América, o republicano Donald Trump, utilizou as redes sociais, no sábado, 7 de novembro, para manifestar-se contra o provável resultado das eleições americanas presidenciais de 2020.

“Todos nós sabemos o motivo de Joe Biden estar correndo para falsamente se declarar como vencedor e por que a mídia está tentando tanto ajudá-lo: eles não querem que a verdade seja exposta”, disse Trump em nota.

“O simples fato é que esta eleição está longe de terminar. Joe Biden não foi certificado como o vencedor de nenhum Estado”, escreveu o republicano. “A partir de segunda-feira, nossa campanha começará a processar nosso caso nos tribunais para garantir que as leis eleitorais sejam totalmente mantidas e o vencedor legítimo esteja sentado”, completou.

Leia também:
>>>Joe Biden eleito 46º presidente dos Estados Unidos da América

Deixe seu comentário

WP2Social Auto Publish Powered By : XYZScripts.com