Eleições 2020

Pesquisa: João lidera, Marília e Mendonça empatados tecnicamente e Patrícia cai

Carlos e Coronel Feitosa têm 2%, cada. Marco Aurélio Meu Amigo e Charbel têm 1%, cada um. Thiago Santos e Claudia Ribeiro foram citados, mas não atingiram 1%. Victor Assis teve a candidatura indeferida. Levantamento foi feito nos dias 13 e 14 de novembro.

Pesquisa Datafolha divulgada neste sábado (14) aponta os seguintes percentuais de intenção de votos válidos para a prefeitura do Recife nas Eleições 2020.

  • João Campos (PSB): 34%
  • Marília Arraes (PT): 25%
  • Mendonça Filho (DEM): 23%
  • Delegada Patrícia (Podemos): 13%
  • Carlos (PSL): 2%
  • Coronel Feitosa (PSC): 2%
  • Marco Aurélio Meu Amigo (PRTB): 1%
  • Charbel (Novo): 1%

Thiago Santos (UP) e Claudia Ribeiro (PSTU) foram citados, mas não atingiram 1% das intenções de voto. Victor Assis (PCO) teve a candidatura indeferida pela Justiça Eleitoral. Marco Aurélio Meu Amigo, embora apareça nas intenções de voto, renunciou à candidatura.

 

O percentual de votos válidos de cada candidato corresponde à proporção de votos do candidato sobre o total de votos, excluídos os votos brancos, nulos e indecisos. Um candidato é eleito no 1º turno se obtiver 50% mais um dos votos válidos na apuração oficial.

As perguntas cujas somas das porcentagens não totalizam 100% são decorrentes de arredondamentos ou de múltiplas respostas.

Evolução

Em relação aos votos válidos do levantamento anterior do Datafolha, divulgado em 11 de novembro:

  • João Campos (PSB) tinha 33% e subiu para 34%
  • Marília Arraes (PT) se manteve com 25%
  • Mendonça Filho (DEM) tinha 20% e, agora, 23%
  • Delegada Patrícia (Podemos) tinha 17% e caiu para 13%
  • Coronel Feitosa (PSC) tinha 1% e subiu para 2%
  • Carlos (PSL) se manteve com 2%
  • Marco Aurélio Meu Amigo (PRTB) se manteve com 1%
  • Charbel (Novo) tinha menos de 1% e, agora, 1%
  • Thiago Santos (UP) se manteve com menos de 1%
  • Claudia Ribeiro (PSTU) se manteve com menos de 1%
  • Victor Assis (PCO) teve a candidatura indeferida pela Justiça Eleitoral

Votos totais

 

  • João Campos (PSB): 30%
  • Marília Arraes (PT): 22%
  • Mendonça Filho (DEM): 20%
  • Delegada Patrícia (Podemos): 11%
  • Carlos (PSL): 2%
  • Coronel Feitosa (PSC): 1%
  • Charbel (Novo): 1%
  • Em branco/nulo/nenhum: 9%
  • Não sabe: 4%

Marco Aurélio Meu Amigo (PRTB), Claudia Ribeiro (PSTU) e Thiago Santos (UP) tiveram menos de 1% das intenções de voto. Victor Assis (PCO) teve a candidatura indeferida pela Justiça Eleitoral.

 

Em relação aos votos totais no levantamento anterior do Datafolha, de 11 de novembro:

  • João Campos (PSB) tinha 29% e subiu para 30%
  • Marília Arraes (PT) se manteve com 22%
  • Mendonça Filho (DEM) subiu de 18% para 20%
  • Delegada Patrícia (Podemos) caiu de 15% para 11%
  • Carlos (PSL) se manteve com 2%
  • Coronel Feitosa (PSC) se manteve com 1%
  • Charbel (Novo) tinha menos de 1% e, agora, tem 1%
  • Marco Aurélio Meu Amigo (PRTB) se manteve com menos de 1%
  • Claudia Ribeiro (PSTU) se manteve com menos de 1%
  • Thiago Santos (UP) se manteve com menos de 1%
  • Victor Assis (PCO) teve a candidatura indeferida
  • Em branco/nulo/nenhum: se manteve em 9%
  • Não sabe: se manteve com 4%

Projeção de 2º turno

 

O Datafolha também fez simulações de 2º turno entre os 4 candidatos mais bem posicionados na pesquisa anterior, de 11 de novembro. Confira:

 

João Campos (PSB) x Marília Arraes (PT)

  • João Campos: 41%
  • Marília Arraes: 35%
  • Branco/nulo/nenhum: 23%
  • Não sabe: 1%

 

João Campos (PSB) x Mendonça Filho (DEM)

  • João Campos: 48%
  • Mendonça Filho: 37%
  • Branco/nulo/nenhum: 14%
  • Não sabe: 1%

 

João Campos (PSB) x Delegada Patrícia (Podemos)

  • João Campos: 53%
  • Delegada Patrícia: 29%
  • Branco/nulo/nenhum: 17%
  • Não sabe: 1%

Rejeição

A pesquisa também perguntou em quem os eleitores não votariam de jeito nenhum. Os percentuais foram os seguintes:

  • Delegada Patrícia (Podemos): 46%
  • João Campos (PSB): 35%
  • Coronel Feitosa (PSC): 33%
  • Mendonça Filho (DEM): 31%
  • Marília Arraes (PT): 29%
  • Carlos (PSL): 18%
  • Charbel (Novo): 18%
  • Thiago Santos (UP): 16%
  • Claudia Ribeiro (PSTU): 16%
  • Marco Aurélio Meu Amigo (PRTB): 15%
  • Victor Assis (PCO): teve a candidatura indeferida pela Justiça Eleitoral
  • Não votaria em nenhum: 3%
  • Poderia votar em todos: 1%
  • Não sabe/não respondeu: 4%

Leia também:
>>> Pesquisas mostram Mendonça como candidato da Direita com mais chances de ir ao 2º turno
>>> Pesquisa mostra João na frente, seguido de Marília, Mendonça e Patrícia

 

Em relação ao levantamento anterior do Datafolha, divulgado em 11 de novembro, a rejeição aos candidatos evoluiu da seguinte forma:

  • Delegada Patrícia saiu de 40% para 46%
  • João Campos saiu de 34% para 35%
  • Coronel Feitosa subiu de 30% para 33%
  • Mendonça Filho se manteve com 31%
  • Marília Arraes subiu de 27% para 29%
  • Carlos saiu de 16% para 18%
  • Charbel saiu de 16% para 18%
  • Thiago Santos foi de 14% para 16%
  • Cláudia Ribeiro saiu de 13% para 16%
  • Marco Aurélio Meu Amigo saiu de 14% para 15%
  • Victor Assis teve a candidatura indeferida pela Justiça Eleitoral
  • Rejeita todos/não votaria em nenhum desceu de 4% para 3%
  • Votaria em qualquer um/não rejeita nenhum saiu de 2% para 1%
  • Não sabe se manteve em 4%

Conhecimento do número do candidato

A pesquisa também perguntou aos eleitores se eles sabiam citar corretamente o número do candidato a prefeito por eles escolhido e, ao todo, 66% sabiam. Os números são os seguintes:

 

Marília Arraes

  • Menções corretas: 77%
  • Menções incorretas: 4%
  • Não sabe o número: 20%

 

João Campos

  • Menções corretas: 73%
  • Menções incorretas: 3%
  • Não sabe o número: 24%

 

Mendonça Filho

  • Menções corretas: 60%
  • Menções incorretas: 8%
  • Não sabe o número: 32%

 

Delegada Patrícia

  • Menções corretas: 54%
  • Menções incorretas: 4%
  • Não sabe o número: 42%

Certeza do voto

A pesquisa também questionou os eleitores dos quatro candidatos mais bem colocados sobre o quão certos eles estão sobre em quem vão votar no primeiro turno. Ao todo, 73% disseram que estão totalmente decididos e 26% ainda podem mudar o voto. Além disso, 1% não sabe. Os números são os seguintes:

 

João Campos

  • Totalmente decidido: 74%
  • O voto ainda pode mudar: 25%
  • Não sabe: 1%

 

Marília Arraes

  • Totalmente decidido: 77%
  • O voto ainda pode mudar: 23%
  • Não sabe: 1%

 

Mendonça Filho

  • Totalmente decidido: 73%
  • O voto ainda pode mudar: 26%
  • Não sabe: 1%

 

Delegada Patrícia

  • Totalmente decidido: 65%
  • O voto ainda pode mudar: 34%
  • Não sabe: 1%

Segurança em ir votar

O levantamento também questionou aos eleitores se eles estão seguros para ir votar e, também, se podem deixar de ir votar devido à pandemia do novo coronavírus:

 

Você diria que se sente muito, um pouco ou nada seguro em ir votar nas eleições de 15 de novembro?

  • Muito seguro: 33%
  • Um pouco seguro: 37%
  • Nada seguro: 28%
  • Não sabe: 2%

 

Você pode deixar de ir votar por medo de ser contaminado pelo coronavírus?

  • Sim: 19%
  • Não: 81%

Sobre a pesquisa

 

  • A pesquisa foi encomendada pela TV Globo e pelo jornal “Folha de S.Paulo”.
  • Margem de erro: 2 pontos percentuais para mais ou para menos
  • Quem foi ouvido: 1.750 eleitores da cidade do Recife
  • Quando a pesquisa foi feita: nos dias 13 e 14 de novembro
  • Número de identificação no TRE-PE: PE-05321/2020
  • O nível de confiança utilizado é de 95%. Isso quer dizer que há uma probabilidade de 95% de os resultados retratarem o atual momento eleitoral, considerando a margem de erro.

Fonte: G1 Pernambuco

Deixe seu comentário

WP2Social Auto Publish Powered By : XYZScripts.com