Favorita

Camaragibe pode eleger primeira prefeita da história

Entre os cinco candidatos, Doutora Nadegi Queiroz se destaca nas pesquisas de intenção de voto e tem mais chances de levar o pleito de 2020.

Pesquisas de intenção de voto apontam que a atual gestora da cidade, doutora Nadegi Queiroz, vem conquistando o eleitorado da cidade de Camaragibe, no Grande Recife. Faltando pouca horas para o início do primeiro turno das eleições municipais, a prefeiturável pode se tornar a primeira mulher eleita pela população do município.

Nas eleições de 2016, Nadegi participou da chapa vencedora como vice-prefeita. Durante o mandato o prefeito de Camaragibe foi afastado e perdeu o mandato de gestor da cidade. Nadegi assumiu como gestora municipal e, nas eleições de 2020, concorre com uma nova chapa. Levantamentos apontam que a candidata é a prefeiturável que têm mais chances de levar o pleito de 2020.

Além de Nadegi (Republicanos), estão na disputa pela Prefeitura de Camaragibe Jorge Alexandre (SD), José Roberto Santos de Moura Accioly (PP), Gustavo Matos Ribeiro (MDB) e Sálvio Roberto Ferraz da Silva (PRTB). Segundo dados do Tribunal Regional Eleitoral de Pernambuco (TRE-PE), a cidade de Camaragibe possui 114.394 cidadãos aptos a votar na eleição de 2020.

Leia também:
>> Doutora Nadegi reabre Cemec de Tabatinga que foi fechado por Jorge Alexandre

Concorrentes

Os dois principais concorrentes da candidata Nadegi Queiroz já são conhecidos na política. Jorge Alexandre, por exemplo, já foi prefeito do município (2013/2016), se candidatou para à reeleição e perdeu as eleições. O político ensaiou a ser candidato a deputado estadual, mas não chegou a disputar as eleições de 2018. Beto Acciolly foi deputado estadual por um mandato e, quando tentou à reeleição, sofreu uma derrota política, com um fracasso nas urnas.

Sálvio Roberto Ferraz da Silva e Gustavo Matos Ribeiro não têm experiência na carreira política. Os prefeituráveis estão em busca da primeira vaga na área.

Apuração

Após os eleitores dos mais de 5,5 mil municípios brasileiros depositarem seus votos nas eleições 2020, no dia 15 de novembro, em poucas horas será possível saber quais candidatos foram eleitos para o legislativo municipal e, no caso das cidades que não há segundo turno, para o executivo municipal. Da mesma forma, também será possível saber quem vai disputar o segundo turno. Toda essa essa agilidade é graças a um pequeno computador: a urna eletrônica.camaragibe, Camaragibe pode eleger primeira prefeita da históriacamaragibe, Camaragibe pode eleger primeira prefeita da história

Adotado no país desde 1996, o chamado sistema eletrônico de votação já é bem conhecido do eleitor. Basicamente ele é composto de dois terminais: um que fica com o mesário e onde é realizada a identificação do eleitor, em alguns terminais por meio da biometria, e a sua liberação para votar. O outro terminal é o terminal do eleitor, onde ele registra o seu voto.

Sigilo

Importante observar que a urna eletrônica grava somente a indicação de que o eleitor já votou. Pelo embaralhamento interno e outros mecanismos de segurança, não há nenhuma possibilidade de se verificar em quais candidatos um eleitor votou, assegurando o sigilo do voto.

Contagem dos votos

Mas o que acontece antes e depois de encerrada a eleição? Como os votos são apurados e transferidos para o cálculo do resultado?

Antes do início da votação, é realizada impressão de uma listagem de todos os candidatos, chamada de zeresíma. A zerésima tem por objetivo demonstrar a inexistência de votos nas urnas eletrônicas de todos os candidatos regularmente registrados.

Deixe seu comentário

WP2Social Auto Publish Powered By : XYZScripts.com