Recife

Comunidade de Rosa Selvagem volta a ter acesso a transporte público após obra da PCR

Área na Várzea é objeto da maior obra de contenção realizada pela Prefeitura do Recife, com investimento total de R$ 5,9 milhões, na rua João Carneiro da Cunha, que estava interditada para a passagem do transporte público. Estimativa é que cerca de cinco mil pessoas sejam beneficiadas.

Os moradores da comunidade de Rosa Selvagem, no bairro da Várzea, Zona Oeste do Recife, agora contam com mais mobilidade e acessibilidade. Como as obras de contenção de encosta e de pavimentação da Rua João Carneiro da Cunha estão em fase de conclusão, a linha de ônibus 2464 – Jardim Teresópolis/TI Caxangá volta a circular na localidade. Maior obra de contenção executada pela Prefeitura do Recife desde 2013, ela recebeu um investimento total de R$ 5,9 milhões.

“Essa obra teve dois grandes objetivos. O primeiro era proteger a vida das pessoas, já que se tratava de uma barreira com risco elevadíssimo de deslizamento. O segundo era reestabelecer a circulação de transporte na área, principalmente o transporte público, possibilitando a retirada da comunidade do isolamento”, disse o presidente da URB Recife, João Alberto Costa Faria.

O muro, feito com tela argamassada, tem 190 metros de comprimento e 40 de altura. A rua que passa por cima recebeu serviços de drenagem e uma nova pavimentação, que renovou uma via que, antes, sofria com a erosão causada pelos deslizamentos de terra.

Além disso, o espaço ganhou escadaria, rampa e corrimão. Os serviços foram executados pela Autarquia de Urbanização do Recife (URB) e pela Autarquia de Manutenção e Limpeza Urbana do Recife (Emlurb), que implantou o pavimento em asfalto, após a recuperação da barreira e da via.

Leia também:
>>> PCR oferece desconto no IPTU 2021 a contribuinte que informou CPF na Nota Fiscal
>>> PCR disponibiliza 1.200 vagas para exames no mamógrafo móvel em novembro
>>> PCR prorroga horário estendido de unidades de saúde e monta postos volantes para vacinação

Morador de Rosa Selvagem, o estudante Lucas Vinícius Cabral, de 19 anos, ainda lembra do sufoco que a comunidade passava antes da intervenção – especialmente sem o tráfego de ônibus -:

“Só passava carro pequeno e moto. A barreira caía aos poucos e todo mundo ficava com medo, principalmente em época de chuva. Agora dá para todo tipo de veículo passar numa boa”, disse.

Cerca de cinco mil pessoas estão sendo beneficiadas pela obra. Uma delas é a da cozinheira Michelly Soares, de 31 anos. Com o muro construído, ela dorme mais tranquila sem o medo de deslizamento.

“Já entrou uma vez terra na minha casa. Então, ver isso sair do papel é perfeito. A Prefeitura fez o correto. É uma preocupação a menos que a gente passa a ter em dia de chuva”, afirmou.

Da redação do Portal com informações da Prefeitura do Recife

Deixe seu comentário

[gs-fb-comments]
WP2Social Auto Publish Powered By : XYZScripts.com
Enviar Mensagem
Entre no Grupo de WhatsApp do Portal