Pedido

ACS-PE entra com pedido de execução do subsídio para os Militares

O processo pede para que subsídio seja aplicado para categoria dos Militares em um prazo de 30 dias após o governador receber o processo.

A Associação de Cabos e Soldados de Pernambuco (ACS-PE) solicitou no último dia 22 de outubro para que o desembargador cumpra a decisão que já foi transitado e julgado no Supremo Tribunal Federal (STF).

“O pedido” da ACS-PE foi para que a Justiça intime pessoalmente o governador, pois o não cumprimento da sentença pode acarretar em crime de responsabilidade.

O processo determina que subsídio seja aplicado para categoria dos Militares em um prazo de 30 dias após o governador receber o processo.

Ver mais:

>> Presidente da ACS-PE participa de reunião na Secretaria de Administração

>> Albérisson Carlos anuncia novo escritório jurídico da ACS-PE, em Palmares

>> ACS pede providência para que Policiais do interior não continuem pagando do próprio bolso passagem para trabalhar no Recife

No primeiro momento também foi especificado que no acórdão do desembargador contempla os associados do ACS-PE, mesmo a Associação fazendo um pedido para que o benefício seja expandido para toda a categoria.

Confira o documento:

Solicitação

Subsídio

O presidente da Associação de Cabos e Soldados de Pernambuco (ACS-PE), gravou um áudio esclarecendo dúvidas de Policiais e Bombeiros Militares sobre o subsídio e a reparação de perdas salariais.

O subsídio é uma parcela única de remuneração e está previsto no artigo 144 parágrafo 9 da Constituição Federal e é importante porque foi a primeira proposta de valorização profissional. Tem como principal benefício a promoção do fim de aumentos desiguais.

“Do soldado ao coronel, o percentual que for dado, será distribuído conforme o escalonamento vertical. É um tipo de situação, que promove de maneira proporcional um valor que a partir do salário do coronel é ‘derramado’ em todos os outros postos de graduação”, explicou Albérisson.

De acordo com o presidente da ACS, o subsídio luta contra a redução salarial, isso significa dizer que as tabelas atuais, são tabelas que promovem a redução salarial e que promovem o congelamento do salário.

“Além de ferir a Constituição no Art. 37,  Inc. X, que prevê a revisão geral anual, o subsídio irá combater tudo (a redução salarial e que promovem o congelamento do salário)”, disse.

 

Deixe seu comentário

WP2Social Auto Publish Powered By : XYZScripts.com
Enviar Mensagem
Entre no Grupo de WhatsApp do Portal