Força-Tarefa

Polícia Federal e Força Nacional deflagram operação em Paulista contra tráfico de drogas e crimes contra o patrimônio

Duas pessoas foram presas em flagrante durante o cumprimento de sete mandos de busca e apreensão e 16 de prisão preventiva.

A Polícia Federal em Pernambuco, em conjunto com a Força-Tarefa conjunta com a Força Nacional de Polícia Judiciária que atua no Programa em Gente Brasil na cidade de Paulista/PE e com apoio da Secretaria executiva de Ressocialização de Pernambuco, deflagrou nesta manhã a OPERAÇÃO PAX PAULISTA, destinada a reprimir uma Organização Criminosa atuante no tráfico de drogas e crimes contra o patrimônio.

O trabalho se originou de investigações realizadas sobre crimes violentos na cidade de Paulista/PE, executados por traficantes e assaltantes ligados a indivíduos que cumprem penas no sistema prisional. As investigações duraram 01 ano e, ao final foi representado à Justiça criminal de Paulista pelas prisões do líderes da Organização e dos membros encarregados do tráfico e execução dos assaltos.

Parte dos investigados era responsável pela introdução de drogas e celulares em presídios, principalmente no Presídio Feminino, onde uma das líderes da Organização cumpre pena. Alguns alvos foram presos durante o período das investigações, sendo que nesta data foram cumpridos 16 (dezesseis) Mandados de Prisão Preventiva, dos quais 09 (nove) contra indivíduos que já se encontram cumprindo pena no sistema prisional estadual.

Ver mais:

>> Pernambuco e outros 9 estados são alvos de operação que combate pirataria digital

Esse Mandados contra presidiários foram cumpridos pelos policiais penais de Pernambuco que integraram a operação. Além disto, foram executados 07 (sete) Mandados de busca e Apreensão, que resultaram em dois flagrantes, um por tráfico e outro por posse ilegal de arma de fogo.

Os presos estão sendo indiciados com base na Lei de Organizações Criminosas, tráfico de drogas e Crimes contra o Patrimônio, cujas penas, somadas, podem chegar a mais de 33 anos de reclusão. Após a lavratura dos flagrantes, interrogatórios, e exames no IML, todos serão recolhidos ao COTEL e Presídio Feminino do Recife.

Da redação do portal com informações da Polícia Federal

Deixe seu comentário

[gs-fb-comments]
WP2Social Auto Publish Powered By : XYZScripts.com
Enviar Mensagem
Entre no Grupo de WhatsApp do Portal