São Lourenço da Mata

Promotoria pede cassação de chapa de Bruno Pereira por descumprir Lei

Prefeito e seu candidato a vice-prefeito, podem ficar inelegíveis por oito anos, devido acusações de "Abuso de Poder Econômico" e "Abuso de Poder Político".

A Promotora de Justiça Eleitoral, Ana Cláudia de Moura Walmsley, pediu no último domingo, dia 1º de novembro, à Justiça Eleitoral que Bruno Pereira (MDB), e Manoel Jeronimo, seu candidato a vice-prefeito na chapa, se tornem inelegíveis por oito anos, devido acusações de “Abuso de Poder Econômico” e “Abuso de Poder Político”.

Promotoria pede cassação de chapa de Bruno Pereira por descumprir Lei
Ação de investigação Justiça Eleitoral. Imagem: Reprodução

Além disso, consta no pedido a cassação do registro de candidatura da chapa. E caso o julgamento aconteça após o dia da eleição, 15 de novembro, seja cassado o diploma em caso de eleitos e consequentemente o mandato. Ou seja, caso venha a ganhar a eleição, Bruno Pereira pode não assumir.

Após o Tribunal Regional Eleitoral(TRE-PE) decidir, na última quinta-feira, 29 de outubro, pela proibição de atos presenciais durante esta campanha, a militância do prefeito de São Lourenço da Mata, Bruno Pereira, ignorou as orientações e esteve realizando ato pelas ruas na sexta-feira, dia 30 de outubro, conforme diz documento judicial.

Leia também:
>>> Com gestão marcada por operação policial e bloqueio de bens, Bruno Pereira tenta reeleição em São Lourenço

>>>Prefeito Bruno Pereira escuta de morador: ‘depois de 4 anos vem aparecer’

São Lourenço da Mata chegou a apresentar, no auge da pandemia, o maior índice de morte por Covid-19 de todo Brasil, sendo noticiada em vários canais de comunicação. 

“a procedência, ao final, desta representação, para que a ambos os representados sejam apenados com sanção de inelegibilidade para as eleições a se realizarem nos oito anos subsequentes à eleição em que se verificaram os abusos acima narrados, bem como que sejam apenados com a cassação de seus registros de candidatura ou, em caso de julgamento após o pleito e em caso de eleição destes, do diploma, e por consequência do mandato, nos termos do art. 22, inciso XIV, da Lei Complementar n.º 64/90.”, destaca a ação.

Promotoria pede cassação de chapa de Bruno Pereira por descumprir Lei
Ação de investigação Justiça Eleitoral. Imagem: Reprodução

O fato curioso é que neste domingo, dia 01 de novembro, foi registrado nova campanha de rua com aglomeração. A questão foi denunciada pelos moradores uma cavalgada de apoiadores do prefeito, inclusive com a participação do secretário municipal e irmão do prefeito, Jairo Pereira Júnior. O ato foi animado com um “paredão” tocando músicas da campanha do atual chefe do executivo municipal que busca reeleição.

Acompanhe aqui por completo a ação de investigação Judicial Eleitoral.

Resposta 

O Portal de Prefeitura fez contato com a assessoria de comunicação do prefeito Bruno Pereira para saber se há interesse em se manifestar sobre a questão. Nos foi enviado uma nota de esclarecimento no qual você acompanha na íntegra.

A Coligação a Mudança Continua, pede licença a população de São Lourenço da Mata para assegurar que os nossos candidatos não praticaram nenhum ato em contrariedade com a lei, inclusive não participando de nenhum ato político, que gere aglomeração de pessoas. Ressaltamos o nosso pleno respeito às orientações do Ministério Público Eleitoral e às determinações da Justiça Eleitoral, que seguirão sendo rigorosamente cumpridas, principalmente no que diz respeito às regras de não aglomeração de pessoas. Vamos continuar firmes na nossa marcha para a grande vitória do dia 15 de novembro!

Deixe seu comentário

[gs-fb-comments]
WP2Social Auto Publish Powered By : XYZScripts.com
Enviar Mensagem
Entre no Grupo de WhatsApp do Portal