Eleições 2020

Mendonça critica João ao falar do descaso das gestões socialistas com o Recife

Democrata também disse que Campos tem que assumir que é candidato de Geraldo Júlio e de Paulo Câmara.

Mendonça Filho, candidato a prefeito do Recife pelo Democratas (DEM), criticou neste domingo (01/11) o adversário João Campos, do PSB, por entrar na reta final da campanha sem discutir com a população os problemas do Recife real, que é um legado socialista e de gestões seguidas do seu grupo político.

“João Campos é PSB, é o candidato do prefeito Geraldo Júlio e do governador Paulo Câmara, mas não assume. Só quer o bem bom, a herança da eleição. Mas não vai ter, porque o Recife exige respeito e vai dar a resposta certa”, afirmou Mendonça, durante visita ao bairro de Coqueiral, onde ouviu muitas queixas da população.

Segundo Mendonça, é um desrespeito com o povo do Recife que João Campos ignore que o Recife é a capital do desemprego, da corrupção, que tem 57% da população sem acesso a tratamento de esgoto e déficit de 70 mil moradias.

“João não pode fingir que não é com ele. Chega agora, como se vivesse em outro planeta, para falar de futuro. Como representante do descaso da gestão socialista, João Campos tem que falar do hoje, daqueles que vivem em condição de invisibilidade e sofrem diariamente com a falta de cuidado e com a incompetência das gestões do PSB no Recife”, cobrou.

Mendonça afirmou que sua campanha está pautada na verdade, em debater os reais problemas da população como o desemprego, a violência, da falta de moradia e das palafitas, dos esqueletos habitacionais abandonados há muitos anos.  

Leia também:
>>> Mendonça promete reduzir carga tributária e estimular geração de emprego

“O Recife de João Campos é o da ilusão, da falsa propaganda, do conto de fadas. Que engana a população falando de futuro, de novas promessas quando as feitas há 16 anos por esse mesmo grupo político não saíram do papel”, afirmou, numa dos discursos mais fortes contra o candidato socialista.

O democrata afirmou que vai transformar o Recife na capital da boa gestão para resgatar a cidade aos recifenses. Na conversa com os moradores de Coqueiral, Mendonça falou da proposta de congelamento do IPTU e da Taxa de Lixo (TRSD) por dois anos, a suspensão de reavaliações tributárias imobiliárias e a revisão da legislação tributária.

“É uma proposta inédita e elaborada com responsabilidade fiscal, sustentação financeira e técnica. Vamos eliminar a lógica punitiva do PSB de sacrificar a população e os empreendedores na cidade com altas taxas e impostos”, afirmou, ressaltando que vai renegociar grandes contratos nas administrações direta e indireta para cobrir o impacto financeiro da medida.

A medida representará para o contribuinte uma redução de 6,25% no valor real pago do IPTU e da Taxa de Lixo, sendo 3,14% (2021) e 3,02% (2022). Segundo Mendonça, o recifense precisa de um prefeito que olhe para a cidade e cuide das pessoas.

Mendonça também criticou o descaso com a saúde e garantiu que tem propostas viáveis para mudar. “Vamos ter o programa ‘Saúde 24h’, que, funcionará em três turnos e vai zerar essa fila vergonhosa dos socialistas, com mais de 200 mil pessoas à espera de exames e cirurgias simples”, ressaltou.

Mendonça lembrou que a gestão do PSB vem sendo investigada na saúde, tendo sido alvo de operações da Polícia Federal, por suspeita de corrupção com recursos da saúde para a Covid-19.

“É revoltante. Chegaram ao cúmulo de comprar respiradores, sem aval da Anvisa, que só haviam sido testados em porcos, como se o recifense assim o fosse”, criticou.

Da redação do Portal com informações da assessoria do candidato

Deixe seu comentário

WP2Social Auto Publish Powered By : XYZScripts.com