Interior

Polícia prende suspeito de planejar atentado contra delegado Israel

O delegado é candidato a vice-prefeito de Arcoverde na chapa de Wellington da LW e realizada um ato de campanha quando foi avisado que um homem estaria planejando o atentado.

Nessa sexta-feira, 30 de outubro, um homem foi preso pela polícia por suspeita de preparar um atentado contra o delegado Israel Rubís, que concorre a vice-prefeito em Arcoverde na chapa de Wellington da LW.

O homem, identificado como Jermeson Barbosa da Silva, de 32 anos, teria dito que daria “quatro tiros nas costas do delegado Israel”. O candidato a vice realizada uma caminhada e passava de porta em porta na Rua Gonçalves Maia, no bairro do São Cristóvão, quando foi avisado de que um homem havia comentado que iria atirar contra ele.

“Estava com uma militância na Rua Gonçalves Maia, no São Cristóvão, fazendo um porta a porta, quando fui avisado que esse rapaz teria comentado que iria atirar em mim. A Polícia Militar foi acionada e conseguiram deter Jermeson Barbosa da Silva”, disse o delegado, que é a favor do discurso contra a corrupção e enfrentamento ao crime organizado.

O suspeito foi preso em flagrante e a polícia apreendeu um revólver calibre 32.

Em Arcoverde, candidatura de Wellington da LW é alvo de pedido de impugnação

Uma Ação de Investigação Judicial Eleitoral (AIJE) foi apresentada pela Coligação Muda Arcoverde contra a candidatura do empresário Wellington da LW e da atual gestão da prefeita Madalena Britto sob a acusação de abuso de poder político.

A ação foi protocolada com o número nº 0600298-85.2020.6.17.0057.

Na ação foi demonstrado a partir de dados coletados no Sistema Tome Contas do Tribunal de Contas de Pernambuco (TCE-PE), que entre os anos de 2013 a agosto de 2020, as gestões da Prefeita Madalena Britto, realizaram despesas com publicidade e propaganda que retiraram dos cofres públicos o valor de R$ 3.666.403,16 (três milhões, seiscentos e sessenta e seis mil, quatrocentos e três reais e dezesseis centavos), em favor de empresa de marketing da capital.

Ver mais:

>> Justiça mantém proibição da divulgação de obras pela prefeita de Arcoverde

>> Em Arcoverde, vereadores faltam e oposição abre CPI contra gestão da prefeita Madalena

As verbas públicas empregadas em publicidade e pagas pela Prefeitura de Arcoverde até o mês de agosto deste ano, atingiram a quantia exorbirante de R$ 542.407,77 (quatrocentos e quarenta e dois mil, quatrocentos e sete reais e setenta e sete centavos).

A ação provou também com dados obtidos no Tribunal de Contas de Pernambuco (TCE-PE), que após o anúncio pela Prefeita da candidatura de Wellington da LW para a sua sucessão, em 03 de julho de 2020, foram pagos aproximadamente R$ 130.000,00 (cento e trinta mil reais), com despesas de publicidade, até o dia 28 de agosto de 2020.

No processo a Coligação denunciante fez menção a afronta dos Investigados ao artigo 74, VII da Lei 9.504/97, que proíbe a realização de gastos exorbitantes com publicidade no ano eleitoral e com base no entendimento do Tribunal Superior Eleitoral, pediu a suspensão do registro de candidatura de Wellington da LW, por abuso de poder político, além da suspensão dos direitos políticos dos envolvidos por oito anos.

Deixe seu comentário

WP2Social Auto Publish Powered By : XYZScripts.com