Acusação

Prefeito de Florianópolis é acusado de estupro por ex-servidora; político alega “armação eleitoral”

A mulher que o acusou é candidata a vereadora e alega ter sofrido os abusos entre 2017 e 2019.

Uma ex-servidora e candidata a vereadora pelo DEM, registrou um boletim de ocorrência por estupro contra o prefeito de Florianópolis, Gean Loureiro, do mesmo partido.

Ela procurou a polícia para relatar o episódio que teria acontecido há um ano. Ela resolveu expor à polícia após passar fazer terapia por um longo período. Segundo ela, em 2017, o gestor a agarrou pelo braço e cometeu os abusos.

“Depois, com tratamento de remédio, enfim, eu consegui falar com o meu marido, tive apoio do meu marido sobre a situação (…), o apoio de amigos mais próximos assim, e aí eu consegui ir até a delegacia “, contou  Rosely Rosana Ferrari Dallabona ao G1.

O prefeito, por sua vez, nega as acusações e diz que houve uma relação consensual entre os dois. Na manhã de ontem (29),  o prefeito que lidera a corrida eleitoral, segundo última pesquisa do Ibope divulgada no dia 5 de outubro – ele possui 44% das intenções de voto, divulgou um vídeo no Facebook falando sobre o caso.

Ver mais: 

>> Durante as Eleições, Polícia Federal usará drones para combater fraudes

“Agora, a poucos dias da eleição, estão tentando transformar em crime um ato consensual entre dois adultos que aconteceu lá em 2019. Isso mostra que não há limites para baixeza e o jogo sujo da política”, disse o prefeito de Florianópolis ao admitir a relação extraconjugal, mas que a acusação de estupro é uma “armação eleitoral”.

Em nota,  a Direção Estadual do Democratas em Santa Catarina informou ao G1 SC que acompanha os desdobramentos do caso.

“Toda a averiguação dos supostos fatos corre em segredo de justiça. Portanto, qualquer manifestação sobre detalhes da investigação será prematura”, diz o diretório regional.

Deixe seu comentário

[gs-fb-comments]
WP2Social Auto Publish Powered By : XYZScripts.com
Enviar Mensagem
Entre no Grupo de WhatsApp do Portal