Discurso

Bolsonaro em discurso no Maranhão: “vamos mandar embora o comunismo do Brasil”

"Nossa bandeira sagrada jamais será turvada de vermelho", ressaltou o presidente.

Em visita ao Maranhão nesta quinta-feira (29), o presidente Jair Bolsonaro (sem partido) discursou para apoiadores e aproveitou o momento para tecer críticas contra o governador Flávio Dino (PCdoB) e o comunismo. Ele afirmou que vai “mandar embora o comunismo do Brasil”.

“Amigos do Maranhão, meus irmãos de Imperatriz, não tem preço estar no meio de vocês, vocês povo esse que devemos a mais absoluta lealdade. Podem ter certeza eu vim também, obviamente pela graça de Deus e pelas mãos de muitos de vocês e nós vamos, num curto espaço de tempo, mandar embora o comunismo do Brasil. Nós não aceitamos esse regime ditatorial, onde o povo não tem vez. Nós somos a liberdade. Nós somos aqueles que não tem medo da verdade. Junto com vocês, nós construímos um novo Brasil”, disse.

Na ocasião,  mandatário agradeceu a recepção dos maranhenses. “Não tem preço ser recebido dessa forma carinhosa e calorosa desde que cheguei no aeroporto e tenho certeza que o mesmo acontecerá até a hora de ir embora”.

“Pode acreditar, nós temos um plano, nós temos a continuidade daquilo que estamos fazendo e não é apenas obra não. Temos uma preocupação enorme contra aqueles que querem roubar mais que o nosso dinheiro, querem roubar a nossa liberdade. Essa nossa bandeira sagrada jamais será turvada de vermelho. Esse estado rico, promissor e com povo maravilhoso ocupará seu lugar de destaque no Brasil. Acredito no povo do Maranhão, acredito no potencial da sua gente e na riqueza do seu solo. Juntos nós transformaremos esse país”, continuou

No estado, Jair Bolsonaro participou de solenidade para o anúncio da retomada da construção de 218 moradias rurais no estado e o início da elaboração do projeto do Aeroporto Regional de Balsas, no sul do estado.comunismo, Bolsonaro em discurso no Maranhão: “vamos mandar embora o comunismo do Brasil”comunismo, Bolsonaro em discurso no Maranhão: “vamos mandar embora o comunismo do Brasil”

As moradias rurais serão construídas em Setubinha (39 unidades), Maranhãozinho (49), São Luís (80) e Bacabal (50). Segundo o Ministério do Desenvolvimento Regional, mais de 870 pessoas serão beneficiadas.

Ver mais: 

>> Flávio Dino diz que vai processar Bolsonaro após fala sobre o Guaraná Jesus: “habitual falta de educação e decoro”

>> Bolsonaro considera ataque em Nice como ato de “cristofobia”

 

Deixe seu comentário

WP2Social Auto Publish Powered By : XYZScripts.com