Ilusão

Artigo: “O Fantástico Mundo de Bobby” nas promessas de Campanha

Promessas são muitas, porém é preciso o eleitor ficar atento a todas. No campo das ilusões parece que tudo pode simplesmente acontecer.

O Fantástico Mundo de Bobby era um desenho animado que retratava a vida de um menino com uma grande imaginação. Mostrava os gêneros comédia e fantasia. No mundo real, porem, a pergunta que fica é: O que tem a ver o desenho com a Politica em tempos de eleições?

Trocando em miúdos, o nosso personagem, Bobby, era um menino muito esperto. Ele fantasiava em sua casa, na rua, no quintal ou na escola. Ele tinha uma imaginação muito fértil.

Às vezes Bobby olhava para o seu cachorro, e sua imaginação o transformava em um grande companheiro de aventuras. Qualquer coisa, qualquer objeto era um instrumento imaginário do garoto. Um simples caixote jogado no quintal se transformava em um super carro de corrida contra seus arquirrivais, nas fantasias do garoto.

Veja Mais

Artigo: As viúvas de Marido vivo na política

Podemos dizer que neste periodo de campanha eleitoral (45 dias ) que antecedem as eleições, os candidatos parecem viver as aventuras de Bobby. Eles apresentam propostas que só podem ser concretizadas em seus próprios pensamentos e imaginações.  

Poucas vezes vemos um candidato falando de orçamento publico, e com quais recursos ele utilizará para cumprir as promessas de campanha. 

As perguntas que deveriam ser feitas pelo eleitor ficam são:

1. Se é tudo tão facil, porque ninguem pensou nisto antes? 
2. Se é simples de realizar, por que ninguem nunca fez?
3. Com qual dinheiro irão ser cumpridas as promessas dos candidatos?  

Orçamento Público Municipal  

Quase toda a receita dos municipios já possui destinação certa; 15% dos valores são destinados à Saúde, 25% serão investimentos na Educação, etc. A Lei de Responsabilidade Fiscal limita os gastos com pessoal em 54% (máximo permitido).

LRF- Lei de Responsabilidade Fiscal 

Em levantamento feito pelo Tribunal de Contas de Pernambuco (TCE-PE), usando como referencia o ano de 2017, mostrou que das 185 cidades com prefeitos em Pernambuco, 92 prefeituras estavam gastando mais de 54% com a folha de pagamento. Outros 66 municípios (34%) tiveram despesas do tipo entre o limite de alerta e o limite máximo (faixa entre 48,60% e 54% da Receita Corrente Líquida) e 29 deles (15%) estavam conseguindo cumprir a LRF.

Como é possivel perceber, a vontade de muitos candidatos, pode esbarrar nas condições possiveis para a concretização das ideias.  Porem em tempos de eleição, os candidatos preferem deixar o eleitor iludido do que dizer verdades que muitas vezes não irão trazer a simpatia nem o voto de que precisam.

Artigo escrito por: Amisadai Silva, economista, idealizador e gestor do Portal de Prefeitura.

Deixe seu comentário

WP2Social Auto Publish Powered By : XYZScripts.com