Cobrança

Humberto: “A imunização dos brasileiros não pode ser prejudicada pelas ações insanas de Bolsonaro”

Senador pede que PGR investigue registros de vacina pela Anvisa.

O senador Humberto Costa (PT-PE) ingressou com uma representação para que a Procuradoria-Geral da República (PGR) instaure um inquérito civil público com a finalidade de acompanhar as ações da Anvisa.

O senador quer a garantia de que a Agência Nacional de Vigilância Sanitária está agindo dentro da legalidade nos registros das vacinas contra a Covid-19.

A representação, assinada por Humberto e outros 12 senadores e deputados, leva à PGR as recentes ações do presidente Jair Bolsonaro de cancelar a compra de 46 milhões de doses da vacina CoronaVac simplesmente pelo fato de ela ser chinesa. Em outra frente, Humberto também levou o caso ao Tribunal de Contas da União (TCU).

“A imunização dos brasileiros não pode ser prejudicada pelas ações insanas de Bolsonaro”, afirmou o senador. Ele esclareceu que o princípio da impessoalidade deve reger a administração pública sem sujeição a considerações políticas e ideológicas de quem quer seja. “Muito menos, por parte do presidente da República, que jurou cumprir a Constituição e, todo dia, atenta contra ela”, disse Humberto.

A representação afirma que “o que se traz ao Ministério Público Federal é a reivindicação de que a atuação do Poder Executivo na execução da política de enfrentamento da Covid-19 esteja norteada não por parâmetros ideológicos gratuitos (e que, inclusive possam afetar relações internacionais relevantes para o Brasil), mas pelo interesse público e pelo princípio da eficiência da administração pública”.

Leia também:

>>>Humberto Costa: “Pela primeira vez, PF terá que lavar dinheiro”

No documento, Humberto e os demais parlamentares pedem que o MPF acompanhe e averigue “as ações administrativas da Anvisa em relação aos pedidos e requerimentos relacionados às vacinas ou insumos e matérias-primas a elas relacionadas”.

Da redação do Portal com informações da assessoria do senador Humberto Costa 

Comentário

O senador Humberto Costa (PT), escreveu em sua conta pessoal no Twitter na quarta-feira, 14 de outubro, sobre a operação da Polícia Federal que encontrou na casa do senador Chico Rodrigues (DEM-RR), vice-líder do governo.

“O governo de Jair Bolsonaro conseguiu mais um feito inédito: pela primeira vez na história, a PF terá que lavar dinheiro”, escreveu o senador petista.

 

A fala de Humberto foi porque, segundo a Crusoé, parte desse valor estaria escondido na cueca do político.

Ao averiguarem as cédulas nas partes íntimas do senador, os agentes teriam se dado conta de que ele também estaria escondendo dinheiro entre as nádegas. A publicação diz ainda que algumas notas estariam, inclusive, sujas de fezes.

Ver mais: 

>> Presidente Bolsonaro manda afastar vice-líder com dinheiro na cueca

>> Crusoé relata que PF encontrou dinheiro escondido na cueca de senador

Humberto ainda publicou um vídeo da reportagem do Bom Dia Brasil da Rede Globo sobre o caso e questionou: “E aí, Bolsonaro? Vai jogar a culpa em quem?”.

 

Afastamento

O presidente Jair Bolsonaro mandou afastar o vice-líder do governo no Senado, Chico Rodrigues, flagrado pela Polícia Federal com dinheiro nas nádegas.

De acordo com os assessores, o presidente pediu providências ao líder do governo no Senado, Fernando Bezerra (MDB-PE), para a saída do senador do grupo de vice-líderes.

“O presidente reagiu irritado. Mandou afastar o senador, ele não pode ficar. O ideal é que ele se antecipe e deixe o posto. Mas, se isso não acontecer, ele vai ser simplesmente afastado do grupo”, afirmou.

Deixe seu comentário

[gs-fb-comments]
WP2Social Auto Publish Powered By : XYZScripts.com
Enviar Mensagem
Entre no Grupo de WhatsApp do Portal