Eleições 2020

Mendonça: “O Recife voltará a respirar cultura na minha gestão”

Em visita à Casa da Cultura, o prefeiturável apontou o PSB como responsável pelo abandono do local.

O candidato a prefeito do Recife, Mendonça Filho (DEM), visitou nesta quinta-feira (22) a Casa da Cultura, um dos mais tradicionais pontos turísticos e culturais do Recife, e responsabilizou as gestões do PSB pelo descaso e abandono do local, bem como com o setor, um dos mais pulsantes do estado.

“A Casa da Cultura respira a tradição do nosso artesanato, das riquezas culturais do Recife, da nossa identidade. Esse abandono, falta de cuidado e esquecimento para quem sobrevive da nossa arte e gera emprego e renda na nossa economia, é a constatação de que o PSB despreza a nossa cultura. Isso vai acabar, o Recife voltará a respirar cultura na minha gestão”, afirmou.

Percorrendo os corredores históricos da Casa da Cultura, o democrata ouviu de comerciantes e artesãos relatos do descaso da atual gestão com o local. Sujeira, falta de manutenção dos boxes comerciais, infiltrações nas paredes dos banheiros, ausência de iluminação e luminárias quebradas, pintura do prédio estragada e jardins sem tratamento foram alguns dos problemas relatados a Mendonça. Ele também ouviu apelos para que o equipamento faça parte do calendário de eventos turísticos do estado e da capital, demanda antiga dos comerciantes.

Solange Araújo, lojista da Casa da Cultura há 30 anos e presidente da Associação dos Lojistas do equipamento, contou que há muito tempo o local necessita de apoio do poder público para que volte a se tornar aquecido. Segundo ela, a negligência da gestão atual tem afastado cada vez mais os visitantes e turistas, cujo resultado direto é a queda nas vendas e o fechamento dos negócios. “Aqui já tivemos dias melhores, mas essa falta de apoio da prefeitura deixou isso aqui vazio, abandonado mesmo. Precisamos mudar isso, a Casa da Cultura tem muita história e garante o ganha-pão de muita gente”, disse.

O democrata lembrou que o setor da cultura é um dos mais pujantes da economia de Pernambuco e do Brasil e reforçou, ainda, que a pandemia da Covid-19 causou prejuízos grandes no segmento no Recife. Mendonça afirmou que a sua gestão vai desenvolver ações sólidas para que esse nicho volte a se aquecer e recupere as perdas, como a valorização e extensão do horário de funcionamento dos equipamentos culturais sob a responsabilidade da prefeitura e o apoio aos operadores de turismo e produtores culturais.

“A suspensão do calendário de eventos afetou profundamente os setores de turismo e cultura. Vamos desenvolver iniciativas maciças para que as pessoas que trabalham nesses grupos econômicos possam retomar suas atividades. O Recife é uma cidade com riqueza histórica e cultural, temos tudo para reverter esse quadro e fazer nossa cidade ser pulsante novamente”, pontuou Mendonça.

De acordo com a Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios Contínua (PNAD Contínua), de 2018, 5,7% da população ocupada atuavam no setor cultural. Já a economia criativa representa 2,6% do Produto Interno Bruto (PIB), segundo dados da Fundação Getúlio Vargas (FGV) do mesmo ano. A queda do rendimento na economia criativa no Brasil por causa da pandemia já é de quase 32%, segundo a FGV, e as atividades turísticas em Pernambuco apresentaram uma queda histórica de 60% entre os meses de março e abril deste ano, acima da média nacional, cuja retração foi de 54,5%, o maior recuo da série histórica no estado, desde 2011. O índice pernambucano foi o terceiro pior desempenho entre as 12 unidades da federação analisadas pela Pesquisa Mensal de Serviços, do IBGE.

Ver mais:

>> Mendonça diz que Recife vai deixar de ser a capital dos impostos

Durante a visita à Casa da Cultura, Mendonça também garantiu que sua gestão vai desenvolver programas de fomento a valorização cultural recifense, ações de manutenção e reparos em equipamentos em parceria com instituições sociais e o setor privado, assim como projetos de fortalecimento dos pontos históricos da capital, estabelecendo calendários de eventos que promovam a cultura nas suas mais diversas representações, como religião, gastronomia, literatura, música, teatro, circo, moda, artes plásticas e dança.

Mendonça: "O Recife voltará a respirar cultura na minha gestão”
Candidato a prefeito do Recife, Mendonça Filho (DEM) em visita a Casa da Cultura. Foto: Guga Matos

“Vamos criar calendários culturais nas comunidades e nos bairros de toda a cidade, valorizando a comunidade artística local. O Recife é uma das cidades mais ricas de talentos, e nós vamos valorizá-los, priorizá-los nas contratações. Na minha gestão, o artista recifense será valorizado, e não preterido em detrimento de outros. E vai receber seu cachê em dia, não terá essa de receber depois de seis meses, um ano, como a atual gestão faz. Comigo não haverá calote de artistas, e sim apoio e cumprimento das obrigações contratuais”, ressaltou Mendonça.

Ele citou ainda, outras iniciativas no setor cultural que fazem parte do plano de governo da aliança Recife Acima de Tudo (DEM, PSDB, PTB e PL), como o fortalecimento da economia criativa o Recife a partir da rede escolar municipal, comunidades e organizações sociais, o ordenamento da orla de Boa Viagem e a capacitação dos barraqueiros, a captação de eventos nacionais e internacionais, e a requalificação da Feirinha de Boa Viagem. Além disso, o programa contempla a valorização dos artesãos, a modernização dos mercados públicos e seus entornos, e a inserção do Mercado de São José e do Teatro do Parque na rota cultural e turística do Recife.

Da redação do Portal com informações da assessoria

Deixe seu comentário

WP2Social Auto Publish Powered By : XYZScripts.com
Enviar Mensagem
Entre no Grupo de WhatsApp do Portal