Transporte Público

Mendonça Filho diz que vai liderar discussão para retomada da conclusão do BRT

Democrata declarou que o Recife só vai melhorar as condições de locomoção com a conclusão e implementação do Plano de Mobilidade.

Mendonça Filho, candidato a prefeito do Recife pelo DEM, disse nesta sexta-feira (23), ao visitar a estação BRT da Avenida Cruz Cabugá, em Santo Amaro, que vai liderar a discussão para a conclusão do projeto, que foi abandonado pela gestão do PSB antes mesmo de ter funcionado.

“Fizeram um investimento astronômico de mais de R$ 400 milhões e o BRT nunca chegou perto de seu projeto original, que era para ter sido um grande avanço na mobilidade urbana. E agora, a incompetência do PSB, no estado e no Recife, chega ao cúmulo de desativar estações e tirar de circulação os ônibus articulados, um descaso”, disse.

O democrata declarou que o Recife só vai melhorar as condições de locomoção com a conclusão e implementação do Plano de Mobilidade.

Ver mais:

>> Mendonça diz que Recife vai deixar de ser a capital dos impostos

Ele recordou que as gestões do PT e do PSB, à frente da Prefeitura do Recife há 20 anos, não instituíram um plano desse porte, mesmo a capital apresentando um dos piores tráfegos do mundo e o Brasil tendo instituído a Lei de Mobilidade Urbana em 2102.

Segundo ele, na sua gestão haverá a elaboração e conclusão do plano bem como a implementação das ações necessárias para o ordenamento e a melhoria da circulação de pessoas e veículos e cargas.

O projeto do BRT deveria ser um legado da Copa do Mundo de 2014, que teve o Recife como uma das cidades-sede, mas se tornou outra promessa incompleta da gestão socialista.

O empreendimento também estava atrelado à Cidade da Copa, no entorno da Arena Pernambuco, obra investigada por superfaturamento, e que nunca saiu do papel prejudicando, também, a população de cidades do Grande Recife. Com a desativação do BRT, todos os dias cerca de 56 mil passageiros são prejudicados em suas locomoções.

Mendonça afirmou que no processo de retomada dos corredores do BRT a prefeitura vai atuar, enquanto parte do Consórcio Grande Recife, para garantir a retomada e plena operação do sistema de transporte.

A prioridade é absoluta para o transporte de passageiros – modais, metrô, BRT, ônibus – através de acessibilidade plena aos terminais de integração, estações e paradas exclusivas nos corredores metropolitanos em toda a sua extensão.

Haverá a reestruturação dos corredores exclusivos (Linha Azul) de ônibus, elevando sua extensão e priorizando a continuidade e o cuidado na segurança, calçadas e paradas. O projeto Busão Conectado também será implementado com internet gratuita para os passageiros nos ônibus que circulam no Recife.

Sobre a grave retenção do tráfego, Mendonça responsabilizou as gestões do PT e PSB baseado, entre outras razões, no Índice Global de Tráfego, desenvolvido pela TomTom International BV, no qual o Recife apresenta um dos piores congestionamentos do mundo.

Pelo estudo, no total de 416 cidades analisadas em 57 países, a capital pernambucana fica entre as 15 piores. O democrata reiterou que a insegurança no trânsito para pedestres, ciclistas e motociclistas é outro fator grave.

Segundo a plataforma Mobilidados, com informações do SUS e do IBGE, em 2018 o Recife foi a segunda capital brasileira com mais mortes de pedestres por 100 mil habitantes. Nos óbitos provocados por acidentes com motos, a cidade também ficou entre as maiores do ranking, atrás somente de Teresina, Palmas, Aracaju e Cuiabá.

De acordo com Mendonça, o foco em sua gestão será sempre o conforto do usuário do sistema público de transporte.

“Os governos do PSB retiraram a meia passagem aos domingos, bem como o bilhete único. Prometeram e não cumpriram. Essa realidade que massacra diariamente o usuário do transporte coletivo no Recife vai acabar. Haverá mais ônibus, com maior regularidade, com ar condicionado e mais conforto. Vamos analisar também os itinerários, pois a população se queixa muito da falta de linhas de ônibus em várias localidades. O Recife usará seu poder de pressão no consórcio entre as cidades para buscar essas soluções”, afirmou.

O programa de governo de Mendonça Filho e Priscila Krause prevê, ainda, outras importantes intervenções viárias para a mobilidade urbana. Entre elas, o novo acesso ao Ibura, nas alturas das URs 1 e 2, a triplicação da BR-232, no trecho entre o Curado e a Avenida Abdias de Carvalho, e a conclusão da Ponte Iputinga/Monteiro, iniciada em 2012 e paralisada por determinação do Tribunal de Constas em 2104, que vai desafogar o tráfego na Zona Norte. Mendonça, inclusive, já teve reuniões com o ministro da Infraestrutura, Tarcísio Freitas, para a implementação dos projetos estruturais.

Outros pontos são o investimento na modernização do sistema de semáforos, programas para incentivar a construção de edifícios-garagem e intervenções para garantir o melhor deslocamento entre os bairros. As propostas englobam, também, o ordenamento do sistema de carga e descarga, desobstruindo os principais corredores de transporte.

Por fim, prevê a expansão das ciclovias e ciclofaixas, com a incorporação do Plano de Mobilidade do Ciclista de forma sequenciada e a expansão do metrô, através de discussões em parceria com o Governo Federal que incluam a recuperação da capacidade operacional do sistema existente.

Da redação do Portal com informações da assessoria de Mendonça Filho 

Deixe seu comentário

WP2Social Auto Publish Powered By : XYZScripts.com