Promessa

Marília promete obras nos morros, resgate do centro da cidade e palafitas zero

Prefeiturável participou de sabatina e afirmou que estará dialogando com o setor de Construção Civil.

A candidata a Prefeita do Recife, Marília Arraes (PT), afirmou que irá dialogar com o setor da construção civil do Recife durante uma sabatina no Sindicato da Indústria da Construção Civil no Estado de Pernambuco (Sinduscon) na tarde da quarta-feira, 21 de outubro.

Durante o encontro, Marília apresentou suas propostas de erradicação das palafitas, dos pontos de risco nos morros e os projetos de revitalização do Centro do Recife, obras que a candidata pretende buscar parcerias com as empresas do setor.

Para Marília, é obrigação da Prefeitura do Recife manter um diálogo com estes empresários, já que o setor é um dos pilares do investimento e da geração de emprego no Recife.

“O Recife era a cidade da Região Metropolitana que mais tinha empreendimentos, mas, nos últimos anos, os investimentos caíram de 80% para 20%. Tudo isso por conta da dificuldade de projetos e da falta de articulação da Prefeitura com o setor da construção civil.”

Ver mais:

>> Marília na FIEPE: “Vamos ampliar o diálogo com quem gera empregos”

>> Marília Arraes apresenta proposta de Retomada econômica com crédito sem juros

>> Marília realiza caminhada no Córrego do Euclides, em Recife

Um dos projetos de Marília com o Recife Cidade Inteligente é o investimento em obras de habitação e de proteção dos pontos de risco nos morros.

“O déficit habitacional da cidade é altíssimo. São cinco habitacionais parados e vários projetos que não foram licitados, que não tiveram recursos promovidos e usados de forma correta. Enquanto nas gestões do PT foram feitas mais de 6 mil obras de contenção de encostas, de 2013 até hoje foram feitas pouco mais de 400 obras. Não é bom para o povo do Recife. É por isso que temos que envolver o setor da construção civil e parcerias com a iniciativa privada.”

No debate, Marília fez uma crítica a forma como o Plano Diretor está sendo debatido na cidade.

“O Prefeito precisa ter o bom senso de não sancionar o plano. Me preocupa como o plano está sendo debatido. É preciso dialogar com a população.”

Da redação do Portal com informações da assessoria de Marília Arraes 

Deixe seu comentário

[gs-fb-comments]
WP2Social Auto Publish Powered By : XYZScripts.com
Enviar Mensagem
Entre no Grupo de WhatsApp do Portal