Decisão

Filipe Sarabá é expulso do partido Novo por inconsistências no currículo

A Comissão de Ética da sigla anunciou a expulsão do candidato a prefeito de São Paulo nesta quarta-feira (21). Sabará diz que prosseguirá com campanha e afirma ser alvo de perseguição.

A Comissão de Ética do partido Novo decidiu, nesta quarta-feira (21), expulsar o candidato à Prefeitura de São Paulo, Filipe Sarabá, por supostas inconsistências no currículo do político. O Diretório Nacional da sigla encaminhou o comunicado a Filipe e filiados. Sarabá tem um prazo de até 10 dias para apresentar recurso ao Diretório.

O recurso, no entanto, não terá efeito para suspender a decisão de expulsão de Filipe. Anteriormente, o partido havia suspendido os direitos de filiação de Sarabá, mas o candidato uma liminar, na Justiça Eleitoral, para seguir com sua campanha.

“Conforme Resolução Interna de nº 31, fica estabelecido o prazo de 10 dias corridos a partir da presente data para apresentação de recurso ao Diretório Nacional. O recurso não tem efeito suspensivo da decisão, de forma que Filipe Sabará está oficialmente expulso e não pertence mais ao quadro de filiados do NOVO”, diz trecho do comunicado.

Sarabá alegou perseguição e disse que vai continuar com a campanha.

“Eu já esperava [a expulsão] porque desde o começo dessa perseguição comigo, eles ficam criando várias coisas. Primeiro foi o negócio do Maluf, depois vem falar do meu currículo. Denúncias totalmente descabidas, até porque eu fui analisado no processo seletivo do próprio partido. E aí depois que o [João] Amoedo resolveu ficar bravo comigo, começaram essas histórias”, contou o candidato.

Ver mais: 

>> Filipe Sabará: “Estou sendo perseguido por João Amoêdo e ala esquerdista do Novo”

Expulsão

A decisão de expulsão de Filipe Sarabá partiu em decorrência de um processo aberto na Comissão de Ética, após a Fundação Armando Álvares Penteado (FAAP) desmentir a informação que era divulgada pela campanha de Sabará de que o candidato cursava pós-graduação em Gerência de Cidades na instituição.

De acordo com a FAAP, Sarabá cursou apenas um semestre do curso de Relações Internacionais na instituição em 2003.

Leia a resposta de Filipe Sarabá sobre a decisão

“Infelizmente o Partido NOVO tem um fundador, e “ex” Presidente que se considera ser seu “dono”. João Amoedo, continua mandando no Diretório Nacional do Partido e na suposta “Comissão de Ética” e não respeita opiniões diversas e nem mesmo a lei. Uma pena, pois existem pessoas muito boas no Partido NOVO. Por ter elogiado algumas medidas do Presidente Bolsonaro e boas ações do governo federal, a tal da CEP (comissão de ética do Partido) totalmente ligada ao Amoedo, criou situações e “aceitou” denúncias (TODAS FALSAS) para me retirar do Partido. Como NINGUÉM ESTÁ ACIMA DA LEI, muito menos o João Amoedo, já recorri e ganhei na justiça em diversas instâncias: no TRE, o deferimento da candidatura e no TSE, liminar que também possibilita continuar a candidatura. Dessa vez, João Amoedo e seus “capangas” pegaram uma pessoa honesta pela frente que não vai aceitar injustiças e que vai até as últimas consequências para que todos saibam a verdade. Meu propósito de servir as pessoas de São Paulo segue firme e inabalável, com os ataques que forem. Não recuarei em hipótese alguma”.

Deixe seu comentário

[gs-fb-comments]
WP2Social Auto Publish Powered By : XYZScripts.com
Enviar Mensagem
Entre no Grupo de WhatsApp do Portal