Cristianismo

Artigo: O que é cristofobia?

“De fato, todos os que desejam viver piedosamente em Cristo Jesus serão perseguidos” – 2 Timóteo 3:12

No dia 22 de setembro do corrente ano, o presidente brasileiro Jair Messias Bolsonaro no seu discurso de abertura da 75ª edição da Assembleia Geral da ONU (Organização das Nações Unidas) disse: “A liberdade é o bem maior da humanidade. Faço um apelo a toda à comunidade internacional pela liberdade religiosa e pelo combate à cristofobia”.

Bolsonaro em Discurso na ONU
Bolsonaro discursa sobre cristofobia na ONU (22/09/2020)

Após a fala, os meios de comunicação iniciaram um intenso debate público a fim de investigar a real definição do termo e se ele seria verdadeiro. Todavia, como é de se esperar, a discussão foi poluída por incontáveis notícias e informações falsas (Fake News), insuficientes, e/ou distorcidas.

O presente texto tem como objetivo fundamental iluminar esse debate, já que alguns veículos de informação comumente considerados como sérios não fizeram um bom trabalho nesse sentido.

Veja Mais 

Artigo: Comunismo e homossexualidade

O termo “cristofobia” apesar de ser-nos estranho nada tem de novo, muito ao contrário, ele representa algo tão antigo quanto à própria história do cristianismo, que é a perseguição aos seus devotos.

Entendo ser desnecessário um profundo estudo semiótico para compreender que a opção pelo “design” linguístico com o sufixo “fobia” sugere uma preferência estética para melhor comunicar-se com o zeitgeist (espírito da época) pós-modernista do século XXI.

Os críticos quanto à existência do referido fenômeno alegam que apesar das incontestáveis perseguições sofridas pelos cristãos ao longo do tempo, essa não seria mais uma realidade atual. Ora, não poderiam estar mais enganados, pois desconsideram uma série de dados recentes e literatura especializada que trata do assunto. Vejamos algumas delas:

  • O estudo de Paul Marshall e Lela Gilbert, Their Blood Cries Out: The Untold Story of Persecution Against Christian in the Modern World (1997) que expõe o morticínio organizado de cristãos (sem outro motivo que não o de serem cristãos), calculado num montante de 2 milhões de vítimas entre as décadas de 80 e 90;
  • David Limbaugh relata diversas evidências sobre o lobby contra a cultura cristã nos EUA, em seu livro Persecution: How Liberals Are Waging War Against Chritianity (2003);

  • Massimo Introvigne, coordenador do Osservatorio della Liberta Religiosa do Ministério dos Negócios Estrangeiros italiano, denunciou, na conferência da Organização para a Segurança e Cooperação na Europa (OSCE), realizada em Tirana (2013), a existência de mais de 40 leis que poderiam influenciar negativamente a liberdade religiosa dos cristãos em 15 países, bem como mais de 169 consideradas perigosas por esses grupos;

Cristofobia
A escola de samba Gaviões da Fiel, apoiadora do Black Lives Matter, apresenta o Diabo vencendo Jesus em transmissão ao vivo da rede Globo (03/03/2019)
  • Em 2013 o Vaticano revelou dados na ONU de que 100 mil cristãos são mortos ano após ano por razões ligadas à fé, e o Oriente Médio, a África e a Ásia são palcos dos maiores números dessas e outras violações aos direitos humanos;

http://g1.globo.com/mundo/noticia/2013/05/cem-mil-cristaos-sao-mortos-por-ano-por-razoes-ligadas-a-fe-vaticano.html

  • O Papa Francisco condenou o “silêncio cúmplice” sobre o assassinato de cristãos em 2015;

https://www.bbc.com/news/world-europe-32179180

  • No livro A Cristofobia no Século XXI: Entendendo a Perseguição aos Cristãos no Terceiro Milênio (2015), do autor Daniel Chagas Torres, demonstra-se que 75% da perseguição religiosa no mundo se dá contra os cristãos, assim como apresenta a estatística do sociólogo Massimo Introvigne de que em média 100.000 cristãos são assassinados por ano;
  • Luis Antequera no seu livro Cristofobia: a perseguição aos cristãos no século XXI (2015) joga luz sob a perseguição sofrida pelos fiéis do cristianismo nos países ocidentais que tem um caráter mais sutil, que propriamente da violência física explicita, porém igualmente perigoso principalmente para a liberdade religiosa desse ou de outros grupos;

Cristofobia
Atentado terrorista anticristão no Sri Lanka (2019)
  • De acordo com o Center for the Study of World Christianity (2016), 90 mil cristãos morrem todos os anos por causa da sua fé;

https://insider.foxnews.com/2017/01/12/study-christianity-persecuted-around-world-90k-martyred-2016

  • A China é um país oficialmente ateísta e que supostamente permitiria liberdade religiosa, mas, todos estão cansados de saber que isso é inverídico. Em 2018 a repressão às atividades não só cristãs, mas religiosas de uma forma geral, aumentou de maneira alarmante;

https://www.bbc.com/news/world-asia-china-46588650

  • O relatório entregue em 2019, ao ministro das Relações Exteriores do Reino Unido Jeremy Hunt, mostra que a perseguição cristã em determinadas partes do globo estava perto de níveis de genocídio;

https://www.bbc.com/news/uk-48146305

  • A ONG (Organização Não Governamental) Open Doors publicou relatório afirmando que em 2019 cerca de 260 milhões de cristãos foram perseguidos, mais de 15 milhões em comparação com 2018;

É importante esclarecer que quando falamos de perseguição aos cristãos e ao cristianismo, não estamos falando exclusivamente de violência física, na verdade estamos falando também da violência velada que ocorre na cultura: filmes, livros, peças de teatro, músicas, show business, etc. Essa violência velada são os primeiros passos para a repressão total num futuro não tão distante, pois tenta justamente manipular as massas pela engenharia social paulatina e permanente.

Antes de concluirmos, é impossível não mencionar os incêndios terroristas promovidos por grupos de esquerda em duas igrejas tradicionais do Chile no último dia 17, confira as imagens:

Cristofobia
Militantes de esquerda comemoram atos terroristas e cristofóbicos no Chile (17/10/2020)

Esses foram apenas alguns dos inúmeros e mais recentes estudos, relatos, dados, sobre a perseguição cristã sofrida em pleno século 21. Os negacionistas do fenômeno “cristofobia” contribuem ativamente para a maximização dos seus efeitos seja por pura ignorância, seja por total cumplicidade.

“De fato, todos os que desejam viver piedosamente em Cristo Jesus serão perseguidos” – 2 Timóteo 3:12

Por: Jason Medeiros

Jason de Almeida Barroso Medeiros, 26 anos, bacharelando em Direito pela Universidade Católica de Pernambuco; Oficial da Reserva pelo CPOR/R; Entusiasta da filosofia política e editor do perfil @ocontribuinteoriginal no Instagram.

 

Deixe seu comentário

WP2Social Auto Publish Powered By : XYZScripts.com