Proibido

Justiça dobra valor da multa ao Sintepe e proíbe greve dos professores

O desembargador Fábio Eugênio Dantas Oliveira Lima determinou, a majoração da multa diária por descumprimento da decisão para R$ 100 mil.

A Procuradoria Geral do Estado de Pernambuco (PGE-PE) apresentou petição ao Tribunal de Justiça de Pernambuco (TJPE) noticiando a deflagração da greve pelo Sindicato dos Trabalhadores em Educação de Pernambuco (Sintepe), a partir da 0h de 21 de outubro, em descumprimento a liminar anterior que proibiu a paralisação.

Com isso, o desembargador Fábio Eugênio Dantas Oliveira Lima determinou, no início da tarde desta terça-feira (20/10), a majoração da multa diária por descumprimento da decisão para R$ 100 mil e a advertência imediata aos dirigentes da entidade sindical.

Ver mais: 

>> Contra volta às aulas, professores da estadual de Pernambuco entram em greve nesta quarta (21)

>> Sintepe afirma que não há garantia de retorno das aulas presenciais em PE no dia 21

>> Pernambuco prorroga suspensão das aulas presenciais até 31 de outubro

“Majoro a multa diária por descumprimento para R$ 100.000,00 (cem mil reais), sem prejuízo de eventual configuração de crime de desobediência. Fica o Sindicato dos Trabalhadores em Educação de Pernambuco – SINTEPE advertido, ainda, que o descumprimento da decisão judicial implicará em ato atentatório à dignidade da justiça, fazendo incidir a multa prevista no art. 77, IV, §5º, do CPC/15”, escreveu o desembargador.

Em sua decisão, destacou que os documentos apresentados pela PGE-PE e o ofício enviado pelo próprio Sintepe “evidenciam o inequívoco descumprimento da decisão antecipatória, ao anunciar a decretação da greve, com início às 0h do dia 21/10/2020”.

Íntegra da decisão aqui.

http://www.pge.pe.gov.br/?

Da redação do Portal com informações da Procuradoria Geral do Estado de Pernambuco

Deixe seu comentário

WP2Social Auto Publish Powered By : XYZScripts.com